Sociedade | 18-11-2016 12:28

Cooperativa de Abrantes demarca-se de detenção de vice-presidente por tráfico

Presidente da Cooperativa Verdeperto, com sede no concelho de Abrantes, já reagiu à detenção do vice-presidente dessa entidade.

A presidente da Cooperativa Verdeperto, com sede no concelho de Abrantes, já reagiu à detenção do vice-presidente dessa entidade, André Freire, por suspeita de tráfico de droga, demarcando a cooperativa desses acontecimentos. O jovem professor, de 34 anos, residente em Abrantes, foi detido em Torres Novas por elementos da PSP, tal como outro suspeito residente no Porto.

Na sequência da investigação foi apreendida uma grande quantidade de estupefacientes e mais de 30 mil euros em dinheiro, entre outros artigos, conforme O MIRANTE relatou. Os dois arguidos ficaram em prisão domiciliária, com pulseira electrónica, a aguardar o desenrolar do processo.

O comunicado assinado por Teresa Almada, presidente da Cooperativa Verdeperto, diz o seguinte: "No seguimento das alegadas acusações feitas a um membro da Cooperativa Verdeperto, as mesmas nada têm a ver com a atividade da Cooperativa nem dos outros cooperadores. A Cooperativa Verdeperto e os restantes cooperadores desconhecem em absoluto as alegadas actividades, veiculadas na comunicação social, de que é acusado um dos nossos cooperadores. Contrariamente ao que foi divulgado por alguns meios de comunicação o referido cooperador não é presidente da Cooperativa Verdeperto".

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1355
    13-06-2018
    Capa Médio Tejo