uma parceria com o Jornal Expresso
28/02/2017
30 anos do jornal o Mirante
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
Sociedade | 17-02-2017 00:02
Promotores de hospital privado em Santarém querem resposta até fim de Março
Assunto irá novamente a reunião de câmara, após o pedido de viabilidade de construção ter sido chumbado pela oposição.

O grupo Fidelidade quer uma resposta até final de Março sobre a viabilidade de construção de um hospital privado na Quinta do Caramona, na zona das Ómnias, arredores de Santarém. O primeiro pedido de informação prévia foi chumbado no dia 23 de Janeiro pela oposição PS e CDU na Câmara de Santarém, tendo sido alegadas desconformidades várias e incompatibilidades com o Plano Director Municipal (PDM). Essa posição impediu que o processo burocrático com vista à empreitada pudesse para já prosseguir.

Na última reunião de câmara, o presidente do município, Ricardo Gonçalves (PSD), afirmou que os promotores mantêm o interesse em investir naquele local e esperam ver o processo concluído até final de Março. O autarca reforçou que é viável a construção de um hospital naquele local e vai levar o assunto novamente a reunião do executivo. Mas antes vai promover reuniões com a oposição, os promotores e outras entidades envolvidas no processo para tentar esclarecer dúvidas e encontrar um entendimento.

Durante a discussão do assunto, tanto o PS como a CDU criticaram Ricardo Gonçalves por ter utilizado a página do município na rede social Facebook para emitir um comunicado onde criticava a postura da oposição neste processo. “O senhor presidente da câmara fez publicar um comunicado lamentável utilizando em benefício próprio e das suas posições políticas os recursos destinados à divulgação das iniciativas da câmara e ao contacto com os munícipes”, declarou o socialista Sérgio Cardoso.

Também vereador da CDU, Francisco Madeira Lopes, considerou de “mau gosto” usar a página da câmara no Facebook para esses fins e perguntou a Ricardo Gonçalves se a entende como uma página da autarquia ou apenas da vereação PSD.

A proposta do grupo Fidelidade Property Europe prevê a construção de uma unidade de saúde num terreno próximo do local onde começou a ser construído um hotel no início da década de 1990, que ficou a meio e acabou entretanto por ser demolido em Novembro de 2013.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...
    Edição Semanal
    Edição nº 1287
    22-02-2017
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1287
    22-02-2017
    Capa Vale Tejo