uma parceria com o Jornal Expresso
26/04/2017
30 anos do jornal o Mirante
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
Sociedade | 26-03-2017 10:02
Pinturas de alunos do Bom Sucesso chegaram à Noruega
Guiné, Cabo Verde, Angola, Ucrânia, Moldávia e Brasil: são muitos os alunos destes países que frequentam as escolas de Alverca do Ribatejo.

"É uma aluna, oriunda de Cabo Verde, que não se tinha conseguido integrar, apesar dos nossos esforços. Depois deste projecto, foi como se ela se tivesse transformado", recorda Carlos Reis, professor e director do Agrupamento de Escolas do Bom Sucesso.

O nome da menina não é dito, para não lhe causar embaraço, mas foi por causa de alunos como ela que decidiram concorrer ao projecto "Aproximar Crianças e Jovens", financiado pela Fundação Calouste Gulbenkian e por uma ONG norueguesa, a Peace Panting, que promove a expressão plástica - no caso, a pintura - para aproximar diferentes culturas. Promovido pela Casa de S. Pedro de Alverca, o projecto levou alguns professores até à Noruega, para aprenderem formas de integração através da expressão plástica.

Em Alverca do Ribatejo foi pedido aos alunos que pintassem algo que os fizesse pensar na paz, usando cores que representassem essa palavra ou o seu país.

As pinturas estiveram expostas na junta de freguesia, no Centro Cultural e na escola, mas também em Oslo, na Noruega, junto a centenas de outros quadros pintados por alunos de todo o mundo.

Apesar do projecto ter terminado em 2016, as sementes germinaram na Escola Básica dos 1º, 2º e 3º Ciclos do Bom Sucesso, onde os alunos continuam a usar a pintura como forma de comunicarem entre si. Mas a comunicação entre eles nem sempre foi fácil.

* Reportagem completa na edição semanal de O MIRANTE.

Comentários
Mais Notícias
    A carregar...
    Edição Semanal
    Edição nº 1295
    20-04-2017
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1295
    20-04-2017
    Capa Vale Tejo