Sociedade | 31-03-2017 16:19

Oficializada parceria entre Hospital de Santarém e Centro Hospitalar do Médio Tejo

Oficializada parceria entre Hospital de Santarém e Centro Hospitalar do Médio Tejo
O presidente do conselho de administração do Centro Hospitalar do Médio Tejo, Carlos Andrade Costa, a directora da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, Rosa Valente Matos e o presidente do conselho de administração do Hospital de Santarém, José Josué

Unidade hospitalar scalabitana passa a utilizar bloco operatório de Torres Novas enquanto durarem obras.

A parceria entre o Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) e o Hospital Distrital de Santarém (HDS) veio demonstrar que esta “família” está unida para cuidar das pessoas e dar mais e melhor qualidade à nossa população.

A opinião é da directora da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), Rosa Valente Matos, durante a assinatura do protocolo de parceria entre o CHMT e HDS, onde este passa a utilizar o bloco operatório do Hospital de Torres Novas nos próximos oito meses enquanto decorrer as obras no bloco operatório do HDS.

O protocolo foi assinado na manhã desta sexta-feira, 31 de Março, no HTN e contou com a presença do conselho de administração de ambos os hospitais, funcionários e elementos da ARSLVT. Rosa Valente Matos referiu que este é o caminho que deve ser trilhado cada vez mais no futuro e que, em conjunto, proporcionam melhores cuidados aos pacientes.

O presidente do conselho de administração do CHMT, Carlos Andrade Costa, elogiou a presença da directora da ARSLVT e que, na sua opinião, significa que acompanhou todo o processo e que ajudou a que se concretizasse.

“Estamos a cooperar e o entendimento entre ambas as instituições é um passo muito importante. Estas duas casas estão predestinadas a entenderem-se, a bem dos utentes. Estamos ao serviço de uma única população e de um só distrito. O que nos move é bem servir a população”, referiu Carlos Andrade Costa durante a assinatura do protocolo.

O presidente do conselho de administração do HDS, José Josué, destacou a solidariedade existente durante este processo e que todos se moveram para dar as melhores condições às populações da região.

“Esta experiência é um bom exemplo dessa solidariedade para operacionalizar os serviços necessários”, disse, explicando que a parceria teve início no momento em que o bloco operatório de Santarém encerrou para obras. Esta parceria leva cerca de 40 funcionários do HDS para o HTN onde vão trabalhar durante os próximos oito meses, tempo estimado em que decorrerá as obras em Santarém.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1329
    13-12-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1329
    13-12-2017
    Capa Médio Tejo