Sociedade | 09-04-2017 17:10

Oposição contra escultura para centenário das Aparições

Escultura vai ser inaugurada no início de Maio em Fátima.

Os vereadores da coligação Ourém Sempre (PSD/CDS) votaram contra a implementação da escultura que está a ser preparada para assinalar o centenário das Aparições de Fátima e cuja inauguração está prevista para o início de Maio.

Manifestando “dúvidas sobre os procedimentos que estão a ser adoptados” depois de terem aprovado a proposta para se avançar com a construção da escultura em reunião de câmara de Ourém, os vereadores revelaram no dia 7 de Abril, que pretendem mais informações sobre as características técnicas da escultura, o seu custo e um esclarecimento escrito de que a peça de arte urbana será propriedade do município, justificando as razões em declaração de voto.

"Continuamos sem ter conhecimento das caraterísticas técnicas da escultura. Continua sem ser apresentado qualquer documento onde esteja plasmado o custo da peça, bem como a cedência ao município da sua propriedade.

O autor assume na sua comunicação de 27 de Fevereiro de 2017, que o 'trabalho será apoiado por um mecenas, através da empresa Partnerlux Capital, S.A., portanto sem investimento municipal'. A bem do rigor dos procedimentos que deve nortear a gestão municipal, entendemos que o Autor deverá assumir por escrito o custo total da obra perante o Município, já que os contactos realizados são feitos exclusivamente entre o Município e o Autor da Peça de Arte Urbana”, lê-se na declaração de voto apresentada.

O presidente da câmara, Paulo Fonseca, explica que o escultor assumiu o custo das sapatas o que inicialmente não estava previsto, assumindo desconhecer o custo da referida peça.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1360
    19-07-2018
    Capa Vale Tejo