Sociedade | 10-04-2017 14:30

Câmara de Abrantes descarta derrocada de antiga escola primária de Mouriscas

Antiga escola primária de Mouriscas encontra-se em avançado estado de degradação.

Tem história, tem utilidade projectada, mas está a cair. A antiga escola primária de Mouriscas, propriedade da Câmara de Abrantes embora esteja cedida à Associação de Desenvolvimento Integrado de Mouriscas (ADIMO), encontra-se em avançado estado de degradação. A presidente do município, Maria do Céu Albuquerque (PS), reconhece a necessidade de obras mas desvaloriza a situação e diz que não acredita que o edifício venha abaixo.

Só que esse sentimento não é partilhado por alguns cidadãos residentes em Mouriscas, que decidiram lançar uma petição pública “Pela recuperação e requalificação da antiga escola primária de Mouriscas!Antes que a mesma nos caia em cima da cabeça!”, disponível para assinar em http://peticaopublica.com/pview.aspx?pi=PT83908.

A petição está também à disposição em formato papel “em vários cafés de Mouriscas e já conta com mais de 400 assinaturas” disse a O MIRANTE o proponente António Louro.

“Existem graves riscos para as pessoas e bens que circulam pela EN 3 e ainda para as construções adjacentes à referida escola. A degradação do edifício está em ritmo acelerado havendo já partes da cobertura que ruíram, tendo-se registado a queda de telhas sobre edificações vizinhas”, pode ler-se na petição.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1326
    22-11-2017
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1326
    22-11-2017
    Capa Vale Tejo