Sociedade | 16-04-2017 10:06

Rancho Folclórico de Vila Nova do Coito é uma família

Rancho Folclórico de Vila Nova do Coito é uma família

Colectividade celebra 56 anos de vida este domingo, 16 de Abril, com muito sangue novo.

O que têm em comum reformados, estudantes, serralheiros, motoristas ou professores? À primeira vista nada. Têm actividades ou profissões como tantas outras. Mas existe um ponto em comum: pertencem ao Rancho Folclórico de Vila Nova de Coito, um dos seis mais antigos grupos do concelho de Santarém e que foi recentemente distinguido pela Câmara Municipal de Santarém.

O grupo é actualmente constituído por uma média de 45 elementos das mais diversas idades, contando com a parte musical, bailadores, bailadoras e coros. Uma média porque, de acordo com o presidente da direcção do Rancho Folclórico de Vila Nova do Coito e ensaiador, Vítor Gaspar, poderão ser mais devido ao aparecimento de cada vez mais pessoas a quererem aderir.

Os elementos mais novos têm 14 anos, não contando com os miúdos pequenos que fazem apenas figuração. António Matias, com quase 80 anos, é o elemento mais velho e toca ferrinhos no grupo. É o único que pertence ao rancho desde a sua fundação.

“Este é um grupo muito familiar”, diz o presidente da direcção do Rancho Folclórico de Vila Nova do Coito e ensaiador. Vítor Gaspar justifica o sucesso e reconhecimento que o grupo tem tido ao longo do tempo: “É um grupo em que todos se ajudam e onde existe um seguimento familiar de pais, filhos e netos”.

* Reportagem completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Médio Tejo