Sociedade | 23-04-2017 12:08

SEF de Vila Franca de Xira deixa de atender quem for de fora do concelho

Excesso de afluência de utentes à unidade de Alverca estava a causar problemas na zona.

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Alverca, que serve o território de Vila Franca de Xira, vai deixar nos próximos meses de realizar atendimentos a cidadãos que não sejam residentes no concelho.

O objectivo da medida é permitir um melhor e mais rápido atendimento aos estrangeiros que vivam no concelho. Isto porque o serviço de Alverca estava a ter um excesso de procura por parte de pessoas de outros pontos do país, que fogem dos postos de atendimento de Lisboa, que têm elevadas afluências.

A situação acabava por causar longas filas para atendimento e alguns moradores da zona também se queixavam face ao barulho provocado na rua e pelos distúrbios ali causados entre os estrangeiros de diferentes etnias.

“Tive esta semana uma reunião com a directora-geral do SEF e foi possível encontrar esta solução. A nossa obrigação é apoiar os estrangeiros que residem no nosso território e aqui desenvolvem as suas vidas. No protocolo inicial que estabelecemos com essa entidade estava previsto que a unidade de Alverca pudesse também atender cidadãos de concelhos limítrofes. Há agora a possibilidade de acabar com isso”, informa Alberto Mesquita (PS).

A nova solução terá ainda de ser alvo de um protocolo a estabelecer entre a câmara e o SEF.

* Notícia completa na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo