uma parceria com o Jornal Expresso
17/08/2017
30 anos do jornal o Mirante
Assine O Mirante e receba o jornal em casa
Sociedade | 19-06-2017 15:08

Atletas da Euterpe Alhandrense e mãe são três das vítimas de Pedrógão Grande

Colectividade vai fazer um minuto de silêncio em todas as suas actividades durante a semana

Susana Pinhal e as filhas Joana e Margarida, ginastas na Sociedade Euterpe Alhandrense, no concelho de Vila Franca de Xira, são três das 62 vítimas mortais do incêndio de Pedrógão Grande. A família residia na Póvoa de Santa Iria. Joana, de 15 anos, estudava na Escola D. Martinho Vaz de Castelo Branco, e Margarida, de 12 anos, estudava na Escola Aristides de Sousa Mendes. Ambas praticavam ginástica acrobática na Euterpe Alhandrense.

Em declarações à SIC, o marido de Susana e pai das meninas, que escapou à tragédia porque seguia com outras quatro pessoas noutro carro que não foi atingido pelas chamas, disse que tomaram uma decisão errada de abandonarem a casa onde estavam e fugirem.

A Euterpe Alhandrense está de luto e já emitiu um comunicado público no qual diz que “todas as palavras que pudéssemos dizer não traduziriam o que vai na alma de cada um de nós. Resta-nos, por isso, lembrar a alegria que cada uma colocava no seu dia-a-dia e a disponibilidade que a mãe revelava para prestar apoio às actividades da Euterpe. À família, amigos e colegas o nosso sentido voto de pesar”.

A colectividade informa ainda que durante esta semana será feito um minuto de silêncio em todas as suas actividades.

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, já veio confirmar que a Polícia Judiciária e as restantes equipas no terreno já conseguiram identificar 24 das 62 pessoas que morreram este fim-de-semana.

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1312
    16-08-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1312
    16-08-2017
    Capa Médio Tejo