Sociedade | 19-06-2017 11:31

Luto Nacional pela Tragédia de Pedrógão não parou Festas do Entroncamento nem de Ourém

No Entroncamento foi apenas respeitado um minuto de silêncio

Ao contrário do que aconteceu em Abrantes, Almeirim e Cartaxo onde a animação prevista nos programas das festas daquelas cidades foi cancelada devido à tragédia de Pedrógão Grande e ao luto nacional decretado pelo Governo nos dias 18,19 e 20, no Entroncamento a Festa da Cidade e de S. João do Entroncamento e as Festas da Cidade de Ourém não sofreram qualquer alteração.

De acordo com os usos e costumes, além da colocação da bandeia a meia haste, nos dias de luto nacional os organismos públicos devem cancelar ou adiar todos os festejos que estejam a organizar, embora não exista qualquer lei que o determine.

No Entroncamento foi apenas respeitado um minuto de silêncio, no Domingo à noite, antes do principal concerto da noite e após uma intervenção do presidente da câmara, Jorge Faria (PS) que subiu ao palco com alguns vereadores, presidentes de Junta de Freguesia e o Presidente dos Bombeiros.

Em Ourém o Presidente da câmara Paulo Fonseca (PS) também subiu ao palco no Domingo à noite para explicar que a festa continuava mas que para compensar estava a decorrer uma campanha de solidariedade apoiada pelos escuteiros do concelho. O artista Salvador Sobral que actuou a seguir ao autarca, anunciou que iria doar a receita com a venda dos pouco mais de cinquenta CDs que tinha levado para Ourém, para apoio às vítimas da tragédia.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1329
    13-12-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1329
    13-12-2017
    Capa Médio Tejo