Sociedade | 28-06-2017 09:53

Vila Franca de Xira não pode voltar a ser um concelho periférico e suburbano

Vila Franca de Xira não pode voltar a ser um concelho periférico e suburbano

Socialista Alberto Mesquita apresentou a sua recandidatura à câmara vilafranquense.

O concelho de Vila Franca de Xira não pode voltar a ser um espaço periférico, suburbano e com um território não qualificado, precisando de continuar a reforçar a sua identidade, melhorar a sua competitividade e ser ainda mais solidário.

A ideia foi defendida pelo socialista Alberto Mesquita na noite desta terça-feira, 27 de Junho, num lotado salão dos bombeiros voluntários de Vila Franca de Xira, durante a apresentação oficial da sua candidatura a um novo mandato à frente dos destinos do município. “Queremos um concelho onde as pessoas, e só as pessoas, sejam a prioridade. Porque são as pessoas, a resolução dos seus problemas e a satisfação das suas necessidades, o princípio motivador da acção política autárquica”, frisou.

Num discurso de quatro páginas o autarca salientou que, desde a vitória do PS sobre a CDU em 1998, muita coisa mudou na gestão municipal, numa forma de trabalhar “não condicionada por agendas ideológicas em que os preconceitos ou os interesses partidários ou eleitorais se sobrepõem aos interesses das pessoas e das comunidades”.

O ainda presidente de câmara traçou como principais objectivos para o próximo mandato, entre outros, a abolição das portagens na auto-estrada do norte (A1) no troço que atravessa o concelho, concretização de um passeio pedonal e ciclável entre a Póvoa de Santa Iria e Alverca, dar prioridade à área da educação e o compromisso de exigência junto do Governo com vista a reparar as escolas da responsabilidade do ministério que estão em mau estado no concelho, criação do Museu da Tauromaquia, apoio ao desporto escolar, aumento da promoção turística e dinamização de maior regeneração urbana.

A área social tem também forte peso no programa apresentado, destacando-se a promoção de novos apoios às famílias socialmente vulneráveis, criação de atendimento social integrado e dinamização de toda a rede social.

* Notícia desenvolvida na edição semanal de O MIRANTE.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo