Sociedade | 06-10-2017 15:20

Vila Franca de Xira quer passes gratuitos e mais baratos

Vila Franca de Xira quer passes gratuitos e mais baratos

Presidente do município espera que a aprovação da proposta pelo executivo camarário permita gerar uma boa negociação com os operadores de transportes privados.

O município de Vila Franca de Xira aprovou na última reunião pública de câmara uma proposta para criação de um passe social de valor reduzido para jovens e idosos. O documento passou com os votos favoráveis do PS e Coligação Novo Rumo (liderada pelo PSD) e a abstenção da CDU.


O documento, apresentado pelos vereadores da Coligação Novo Rumo, prevê que os jovens até aos 12 anos, inclusivamente, possam ficar isentos do pagamento de qualquer valor pelo passe mensal e que os maiores de 65 anos passem a pagar um valor não superior a 14,50 euros.


“Estas camadas etárias são as mais frágeis e as que necessitam de mais apoio a vários níveis. Elas podem criar movimento pelo concelho e uniformizar culturas, hábitos e costumes. É necessário fomentar a mobilidade inclusiva e a coesão social, promover a utilização de transporte público junto dos jovens e criar hábitos de utilização do transporte público desde a infância”, refere a proposta.


Actualmente a gestão dos operadores privados de transportes na região está sob a responsabilidade da comissão executiva da Área Metropolitana de Lisboa e qualquer decisão final sobre esta matéria passará sempre pela negociação realizada entre aquela entidade e as operadoras privadas. Isto pelo menos até 2019, data em que se prevê que a gestão passe para as mãos dos municípios.


Alberto Mesquita (PS), presidente de Vila Franca de Xira, espera que a aprovação da proposta permita gerar uma “boa negociação” com os operadores privados. “É uma proposta muito interessante para exigirmos aos operadores, porque só a câmara a suportar este investimento é um montante considerável. Mas estamos disponíveis para negociar e até financiarmos uma parte dos custos”, afirmou o autarca.


A CDU absteve-se de votar a proposta precisamente por considerar que esta deveria ser considerada apenas no âmbito das negociações promovidas na AML. “Desconhecemos até que ponto poderemos envolver os operadores privados neste assunto”, notou Paulo Rodrigues, lembrando que a sua bancada continua a defender “o alargamento das coroas urbanas” da AML para os valores dos passes sociais.


Já Rui Rei, vereador da Coligação Novo Rumo, considerou que a aprovação do documento é “um passo em frente” na democratização do transporte público no concelho e disse ser “fundamental” que Vila Franca de Xira defina o que quer no futuro para o seu concelho no que toca aos transportes públicos.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Médio Tejo