Sociedade | 12-10-2017 14:00

Jovem com vasto historial de crimes vai aguardar julgamento em liberdade

Arguido é suspeito de furtos, coacção e condução de automóvel sem ter carta.

Um jovem de 18 anos suspeito da prática de vários crimes em Santarém ao longo do último ano foi recentemente detido e sujeito a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coacção de termo de identidade e residência e apresentações diárias em órgão de polícia criminal. O arguido é suspeito de crimes de furto qualificado, furto simples, coacção e condução de veículo automóvel sem habilitação legal.

Segundo a Procuradoria da Comarca de Santarém, o jovem e um cúmplice, não identificado, terão, de madrugada, partido o vidro de um bar e entrado no interior do estabelecimento de onde furtaram diversos artigos, designadamente um computador, uma televisão e bebidas alcoólicas. Tentaram ainda arrombar uma máquina de venda de tabaco. Esses factos ocorreram em Fevereiro de 2017.

O detido está também indiciado pelo furto, em Julho último, de dois telemóveis num jardim da cidade de Santarém. Antes, em Dezembro de 2016, foi interveniente num acidente automóvel na sequência do qual terá, mediante ameaças, conseguido que o proprietário do veículo por si conduzido assumisse a responsabilidade pelo acidente.

O Ministério Público considerou “verificados os perigos de fuga, de continuação da actividade criminosa, de alarme social e também perigo para aquisição, conservação e veracidade da prova”, mas, atendendo à idade do arguido, promoveu a aplicação de medidas de coacção relativamente brandas, que foram confirmadas pelo juiz que ouviu o arguido.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1321
    18-10-2017
    Capa Médio Tejo