Sociedade | 14-11-2017 12:17

Moradores questionam projecto de requalificação urbana

Moradores questionam projecto de requalificação urbana
SANTARÉM

Em causa as obras previstas pelo município para a zona junto ao Centro Escolar do Scapeito. Abaixo-assinado pede reavaliação do projecto.

Cerca de 200 moradores e comerciantes da Rua Padre João Rodrigues Ribeiro, em Santarém, subscreveram um abaixo-assinado dirigido à Câmara de Santarém onde pedem a reavaliação do projecto de requalificação urbana previsto para essa zona, situada junto ao Centro Escolar do Sacapeito. Os subscritores alegam que as obras vão suprimir cerca de 30 lugares de estacionamento na rua – o que a autarquia nega, dizendo que até vão aumentar - e consideram que a intervenção prevista para o miradouro ali existente está sobredimensionada e podia ser revista para criar ali mais lugares de estacionamento.

Um representante dos moradores, Celso Braz, que foi vereador do PS no anterior mandato, foi à reunião de câmara de segunda-feira. 13 de Novembro, expor as preocupações de viva voz e entregar o abaixo-assinado ao presidente Ricardo Gonçalves (PSD).

No documento alega-se ainda que a transformação de um arruamento com carácter local, “onde a circulação se realiza a baixa velocidade e com as devidas cautelas”, num arruamento de atravessamento, com previsível aumento das velocidades, pode gerar insegurança na circulação bem como o aumento do ruído.

No documento defende-se ainda que a ligação ao vizinho Campo Infante da Câmara deve processar-se nos dois sentidos de circulação rodoviária, através das ruas Pedro Cid e Padre João Rodrigues Ribeiro.

O presidente da Câmara de Santarém esclareceu que a obra já está consignada e sublinhou que foi um projecto feito exclusivamente por técnicos da câmara, conhecedores da realidade local. Ricardo Gonçalves referiu ainda que o projecto sofreu algumas alterações face à informação disponível na página do município da Internet – onde os moradores se basearam para as suas alegações – e garantiu que a requalificação ao invés de suprimir estacionamento até vai criar mais 25 lugares. De qualquer forma, o autarca afirmou que iria pedir aos técnicos para responderem em concreto às questões levantadas pelos moradores.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1326
    22-11-2017
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1326
    22-11-2017
    Capa Vale Tejo