Sociedade | 10-01-2018 16:06

Encerramento dos CTT em Alferrarede é irreversível

Uma decisão que já tinha sido comunicada ao presidente da União de freguesias de Abrantes e Alferrarede.

A presidente da Câmara de Abrantes, Maria do Céu Albuquerque, disse esta quarta-feira, 10 de Janeiro, a O MIRANTE, que lhe foi comunicado que o encerramento do posto de Alferrarede é irreversível.

Uma decisão que já tinha sido comunicada ao presidente da União de freguesias de Abrantes e Alferrarede, Bruno Tomás, pelo chefe das lojas CTT.

De acordo com a autarca, a administração dos CTT alegou que existem postos de atendimento em lojas de centros comerciais, não se justificando a existência da loja de Alferrarede.

A autarca acrescentou, que os CTT estão disponíveis para negociar a instalação de um posto de atendimento, gerido por privados, ou pela junta de freguesia, tendo como base o protocolo assinado com a ANAFRE- Associação Nacional de Freguesias.

A presidente da Câmara de Abrantes adiantou que a autarquia está avaliar a situação, com a junta de freguesia e assembleia de freguesia de Abrantes e Alferrarede, no sentido de estudar o protocolo que existe com a ANAFRE, para poder instalar o posto de atendimento na junta de freguesia, e que seja gerido pela junta.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1373
    17-10-2018
    Capa Médio Tejo