Sociedade | 18-01-2018 07:28

Câmara de Santarém apoia mostra de artigos de luxo na cidade

Câmara de Santarém apoia mostra de artigos de luxo na cidade
Foto D.R.

Festival Court Atlante vai decorrer de 26 a 28 de Janeiro no Convento de São Francisco.

A Câmara de Santarém vai ceder o Convento de São Francisco para uma mostra de artigos de luxo que vai trazer à cidade, entre 26 e 28 de Janeiro, algumas marcas conceituadas no seu sector de actividade. A autarquia vai ainda conceder um subsídio de 15 mil euros ao promotor da iniciativa, que tem um orçamento global previsto da ordem dos 30 mil euros.

O Festival Court Atlante é um projecto do empreendedor escalabitano Artur Casaca, 39 anos, que quis trazer à cidade natal uma iniciativa pioneira, com marcas que comercializam artigos que habitualmente não fazem parte do dia a dia de um cidadão comum nem das suas bolsas.

Na conferência de imprensa em que foi apresentado o Festival Court Atlante, a vereadora Inês Barroso (PSD) justificou o apoio da Câmara de Santarém com o facto de se tratar de um projecto pioneiro no país que envolve também empresas do concelho e que vai trazer à cidade pessoas com poder económico que vão ajudar a projectar o nome de Santarém.

A informação disponibilizada à comunicação social dá como certas as presenças de empresas como a Celso Lemos (que produz toalhas, lençóis e robes feitos em caxemira e do melhor algodão), Glammfire (empresa que desenha e desenvolve peças de decoração com fogo), Valentim Quaresma 8criador de moda que foi braço direito de Ana Salazar), Castelbel (comercializa sabonetes, papéis perfurmados, fragrâncias), Private Luxury Real Estate (apresentada como a maior imobiliária portuguesa de luxo) e a Royal Cocoa (marca portuguesa de chocolataria).

A par da participação dessas e de outras empresas, prevêem-se 13 no total, o programa conta com espectáculos musicais, showcookings, debates. Na noite de sexta-feira, 26, pelas 23h00, actua Marta Pereira da Costa e a sua guitarra portuguesa, acompanhada por um quinteto. Na noite de sábado, pelas 24h00, vai ouvir-se a música electrónica de Moullinex.

A entrada para os três dias vai custar 30 euros mas as portas vão estar abertas ao público em geral durante o último dia, domingo, embora com entrada condicionada à lotação do espaço.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo