Sociedade | 06-02-2018 15:51

Insignare assinou carta de princípios para a igualdade de género e diversidade

Insignare assinou carta de princípios para a igualdade de género e diversidade
OURÉM

Compromisso da Associação de Ensino e Formação de Ourém foi assinado durante a visita da secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade.

A Insignare - Associação de Ensino e Formação de Ourém aderiu à Carta de Princípios para a Igualdade e Diversidade. A assinatura do compromisso decorreu no dia 2 de Fevereiro, nas instalações da associação em Ourém, numa sessão presidida pela secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro.


A directora executiva da Insignare, Carina Oliveira, sublinhou que a assinatura desta Carta de Princípios para a Igualdade e Diversidade compromete professores, alunos e funcionários das escolas da instituição - a Escola Profissional de Ourém e a Escola de Hotelaria de Fátima.


O presidente da Câmara de Ourém, Luís Albuquerque, também presidente da Insignare, referiu que a assinatura desta carta de compromisso é um momento importante tendo em conta que a problemática da igualdade de género é uma das preocupações que tem enquanto autarca. “No nosso concelho procuramos privilegiar a igualdade entre homens e mulheres. O município de Ourém tem três agrupamentos escolares e todos eles são liderados por senhoras, tal como aqui na Insignare. Também sou sócio de uma empresa de dezanove funcionários e dezassete são mulheres”, afirmou.


Luís Albuquerque destacou ainda o facto de o município de Ourém ter sido um dos que aderiu à integração de refugiados, tendo acolhido a integração de dezassete pessoas, resultando numa experiência positiva. “Dos dezassete que recebemos, quinze estão perfeitamente integrados e a trabalhar”, explicou. O autarca disse ainda que Ourém está disponível para acolher mais migrantes.


A secretária de Estado para a Cidadania e Igualdade, Rosa Monteiro, destacou a decisão da Insignare, que assim se junta a um movimento europeu, sendo que no país tem havido “uma adesão notável” a esta carta, tornando visível o envolvimento da entidades ao princípio da Diversidade e da Igualdade.


“A adesão a esta Carta não pode ser apenas uma adesão estética. Quando uma entidade assina esta carta, deve comprometer-se com mudanças práticas de gestão. O que se pretende com este compromisso é a inclusão na gestão das organizações das questões do combate à discriminação em razão do sexo mas também do combate às questões da discriminação e razão da raça, da etnia. Falamos da integração de pessoas migrantes, a integração da diversidade que permite combater os vários factores de discriminação” nas organizações, afirmou.


A governante terminou com um desafio ao município de Ourém e à sua rede de parceiros para que materialize estes princípios de igualdade de género e diversidade, para que se destaquem as boas experiências e os bons exemplos de integração. A visita de Rosa Monteiro à Insignare terminou com a assinatura do livro de honra da instituição.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1363
    08-08-2018
    Capa Médio Tejo