Sociedade | 01-03-2018 19:44

Juiz Carlos Alexandre é conhecido no Luxemburgo como o Zé Mau

Juiz Carlos Alexandre é conhecido no Luxemburgo como o Zé Mau
Foto O MIRANTE

Juiz do caso BPN é conhecido na comunidade de emigrantes do Luxemburgo como um juiz exemplar

O Juiz Carlos Alexandre foi ao Luxemburgo com um colega participar numa conferência internacional. No final, ele e um colega ficaram a pé, tendo em conta que a pessoa que se tinha comprometido a ir buscá-los para os levar de volta ao hotel, que ficava a muitos quilómetros de distância, faltou ao combinado. Conversa puxa conversa acabaram por decidir chamar um táxi. Por sorte um taxista português estava ali por perto. Ouvindo-os conversar, e percebendo que precisavam do seu serviço, meteu conversa com o Juiz Carlos Alexandre. Até começarem a viagem de regresso ao hotel foi só o tempo de combinarem o preço da viagem.

No caminho, o taxista tentou por inúmeros vezes saber quem era o rosto familiar da pessoa que levava no lugar do pendura. Conversa puxa conversa acabaram por dizer-lhe que a distinta figura era o Juiz Carlos Alexandre. Exclamação pronta e surpreendente do taxista: “bem me parecia que o conhecia de algum lado: então o senhor é que é o Zé Mau”, desabafou o taxista, dando inicio a uma conversa que só terminou na chegada ao Hotel.

Explicado por miúdos: o Juiz Carlos Alexandre é conhecido na comunidade portuguesa do Luxemburgo como o Zé Mau por ter a seu cargo muitos processos mediáticos entre os quais o do BPN que lesou muitos imigrantes.

Esta história foi-nos contada na primeira pessoa, no final da entrevista que O MIRANTE realizou com o Juiz Carlos Alexandre, na sua residência de Mação, no dia em que o entrevistamos e filmamos para a cerimónia da entrega do Prémio Personalidade do Ano que acontece hoje em Torres Novas.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1381
    13-12-2018
    Capa Vale Tejo