Sociedade | 14-03-2018 09:10

Ponte D. Luís cortada devido a demolição de edifício na Ribeira de Santarém

Ponte Salgueiro Maia é agora a única alternativa de circulação entre Santarém e Almeirim.

A demolição da fachada de um edifício que sofreu queda parcial ao princípio da manhã de quarta-feira, 14 de Março, obrigou ao corte do trânsito na Ribeira de Santarém, deixando a ponte Salgueiro Maia como única alternativa de circulação entre Santarém e Almeirim.

Nuno Moleiro, comandante dos Bombeiros Municipais de Santarém, disse que a queda parcial da fachada de um edifício devoluto na Ribeira de Santarém, junto ao início da subida da Calçada de Santa Clara, perto das 08h00, obrigou a trabalhos de demolição e remoção que se prevêem durar toda a manhã.

Com o encerramento da Estrada Nacional 114, ligação privilegiada entre o planalto de Santarém e a centenária ponte D. Luís, que atravessa o Tejo ligando ao concelho vizinho de Almeirim, devido à derrocada que aconteceu no Verão de 2014, a passagem pela Ribeira de Santarém é actualmente a única alternativa de acesso a esta travessia.

Enquanto decorrem os trabalhos, o trânsito está a ser desviado para a ponte Salgueiro Maia, situada a jusante, no IC10, que liga a A1 à A13.

Nuno Moleiro adiantou que o edifício, que já em 2016 havia sofrido uma queda parcial obrigando a uma demolição controlada, estava devoluto, não se tendo registado vítimas nem outros danos.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Santarém, um outro edifício devoluto em Fazendas de Almeirim, no concelho de Almeirim, teve, na manhã desta quarta-feira, que ser demolido devido a risco de queda.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1352
    24-05-2018
    Capa Vale Tejo