Sociedade | 04-04-2018 09:09

CTT fechou estação de Alferrarede, privado assegura continuidade dos serviços

Novo espaço de atendimento abriu na segunda-feira e fica localizado a cerca de 30 metros a norte do edifício onde funcionava a antiga estação.

A estação dos CTT de Alferrarede, em Abrantes, fechou na semana de Páscoa e foi substituída por uma loja privada, numa "solução que serve" a comunidade local, disse hoje o presidente da União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede.

O presidente da União de Freguesias de Abrantes e Alferrarede, no distrito de Santarém, disse que "o novo espaço de atendimento abriu na segunda-feira e fica localizado a cerca de 30 metros a norte do edifício onde funcionava a antiga estação" dos CTT, encerrada "na semana passada" no mesmo quarteirão da Avenida Mário Soares.

"Foi uma luta da União de Freguesias de Abrantes e de outras freguesias do concelho, da sociedade civil, empresarial e outras forças vivas, mas a administração do CTT encerrou, efectivamente, a estação dos correios de Alferrarede", lamentou Bruno Tomás (PS).

No entanto, o autarca destacou que "o acordo estabelecido com um privado permite manter quase os mesmos serviços ao público e é uma solução que serve" a população.

"Aliás", continuou, "a dinâmica e a mobilização dos empresários permitiu abrir, não uma, mas duas lojas dos CTT neste espaço territorial", com cerca de 18.400 habitantes.

"Mitigou-se o problema com a abertura destes dois postos sendo que os únicos serviços que deixam de ser prestados é ao nível da venda do papel comercial", observou Bruno Tomás, que manifestou o seu "descontentamento pela atitude da administração dos CTT, que levou a sua decisão até ao fim e encerrou a estação”.

O autarca disse que, "ultrapassada esta questão", existem "outras lutas a travar em termos da prestação de serviços" dos CTT.

"Estamos muito preocupados com a distribuição do serviço postal nesta União de Freguesias, um serviço que é de qualidade muito deficitária pela falta de carteiros. Já manifestámos a nossa preocupação junto da administração dos CTT e esperamos por soluções para resolver este problema", concluiu.

Em Janeiro, os CTT anunciaram o encerramento de 22 lojas em todo o país, entre elas a de Alferrarede, o que surpreendeu habitantes e autarcas pelo movimento e procura de serviços naquela estação, instalada numa zona bastante populosa da cidade.

De acordo com um esclarecimento enviado na ocasião às redacções, os CTT referiram que o encerramento destas 22 lojas "não coloca em causa o serviço de proximidade às populações e aos clientes, uma vez que existem outros pontos de acesso nas zonas respectivas que dão total garantia na resposta às necessidades face à procura existente".

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1380
    05-12-2018
    Capa Médio Tejo