Sociedade | 14-04-2018 14:53

Autoridades investigam origem de descargas em ribeira da Chamusca

Autoridades investigam origem de descargas em ribeira da Chamusca
Foto DR

Presidente da câmara suspeita que o foco poluidor teve origem no Eco Parque do Relvão e manifestou publicamente o seu desagrado.

As autoridades estão a tentar identificar a origem das descargas poluentes realizadas na ribeira das Descobertas, no concelho da Chamusca, nos dias 12 e 13 de Abril, suspeitando-se que tenham tido origem no Eco Parque do Relvão, situado na freguesia da Carregueira. A informação foi dada pelo presidente da Câmara da Chamusca, Paulo Queimado (PS), na página do município na rede social Facebook.

“Através dos serviços de Ambiente do Município e da Protecção Civil Municipal tenho feito o acompanhamento da situação desde o primeiro momento, tendo feito uma vistoria exaustiva na rede de pluviais do Eco Parque de forma a identificar a origem do possível contaminante, assim como de toda a extensão da ribeira até à EN118. Foram recolhidas amostras que foram encaminhadas para análise em laboratório acreditado”, informa Paulo Queimado nessa “carta à população” através do Facebook.

O autarca acrescenta que a situação foi comunicada ao Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR e à APA – Agência Portuguesa do Ambiente, entidades fiscalizadoras que estiveram no local a recolher de amostras para análise.

“Depois dos acontecimentos a que assistimos nos dias 12 e 13 de Abril na ribeira das Descobertas, proveniente do Eco Parque do Relvão, nomeadamente as grandes quantidades de espuma que muitos de vós observaram, não posso deixar de manifestar publicamente o meu grande desagrado face a esta situação e a minha redobrada preocupação para com o nosso território e as nossas populações”, escreve ainda Paulo Queimado.

O presidente da Câmara da Chamusca garante que serão tomadas “as medidas necessárias” assim que obtiver toda a informação sobre a possível origem das descargas. E deixa um alerta aos eventuais prevaricadores: “Sei da importância deste equipamento para o concelho, a nível de emprego e económico, mas isso nunca impedirá a defesa intransigente do nosso território e das nossas pessoas, porque é essa a minha missão”.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1356
    20-06-2018
    Capa Médio Tejo