Sociedade | 12-05-2018 19:39

Parques de estacionamento em Fátima lotados

As cerimónias começaram às 18h30, na Capelinha, e à noite é recitado o terço, seguido da procissão das velas e missa.

Todos os parques de estacionamento na cidade de Fátima, onde hoje começou a peregrinação internacional aniversária ao santuário, estão lotados, informou a GNR, que está a direccionar viaturas ligeiras e autocarros para as áreas limítrofes.

Num balanço efectuado aos jornalistas pelas 19h00, o comandante do Destacamento de Tomar da GNR, Carlos Canatário, declarou que a cidade de Fátima tem “os parques completamente lotados”.

“Ainda se prevê a vinda de algumas viaturas, nomeadamente ligeiras, pelo que temos um espaço alternativo”, situado nas traseiras do Pingo Doce, localizado na estrada para a sede de freguesia, esclareceu Carlos Canatário.

O responsável da GNR adiantou que se, entretanto, chegarem mais autocarros, os seus condutores devem dirigir-se para a estrada do Moimento e para a via da sede de freguesia, onde se encontrará espaço na berma através de um corte de trânsito.

Sobre o trânsito em direção em Fátima, o comandante do Destacamento de Tomar esclareceu que não tem havido “congestionamentos de maior”.

O Santuário de Fátima divulgou que desde sexta-feira e até às 17h00 de hoje foram atendidos no posto de socorros da instituição 300 pessoas e 372 no lava-pés.

A peregrinação internacional aniversária de maio ao Santuário de Fátima, no distrito de Santarém, é presidida pelo cardeal John Tong, bispo emérito de Hong Kong, e tem como tema “Tempo de graça e misericórdia: dar graças pelo dom de Fátima”.

As cerimónias começaram às 18h30, na Capelinha, e à noite é recitado o terço, seguido da procissão das velas e missa.

A peregrinação, um ano após a visita do papa Francisco e a canonização de Francisco e Jacinta Marto, termina no domingo com missa, bênção dos doentes e procissão do adeus, a partir das 10h00.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1351
    16-05-2018
    Capa Médio Tejo