Sociedade | 24-05-2018 18:45

Mais de 13 mil dias de falta por doença na Câmara de Santarém em 2017

A categoria de assistente operacional, que conta com 389 funcionários, é responsável por 8977 dessas faltas (cerca de 60% do total).

A Câmara de Santarém registou 13300 dias de ausência por doença dos seus trabalhadores durante o ano de 2017, o que dá uma média de cerca de 18,5 dias de ausência por cada um dos seus 720 funcionários devido a esse motivo específico.

A categoria de assistente operacional, que conta com 389 funcionários, é responsável por 8977 dessas faltas (cerca de 60% do total) e entre a categoria de assistente técnico verificaram-se 3215 faltas (cerca de 20% do total) para um universo de 155 pessoas.

Segundo o balanço social do município referente a 2017, registaram-se no ano passado 37484 dias de ausência, mas nesse valor estão incluídos os dias de férias dos 720 trabalhadores. O absentismo em 2017 baixou 1,4%, que corresponde a 536 dias.

Para além das férias e da doença, as razões que motivaram mais dias de ausência ao trabalho foram as de protecção na parentalidade (2639 dias) e de acidente no serviço/doença profissional (1767 dias). Por motivo de greve foram registados 514 dias de ausência em 2017, que representou um aumento de 36% face ao ano de 2016.

A Câmara Municipal de Santarém fechou o ano de 2017 com 720 trabalhadores, menos 13 do que os que tinha no final de 2016, o que se explica pelas restrições legais à contratação e às saídas de funcionários que se foram verificando. Uma tendência que se tem registado nos últimos anos. No final de 2013, a autarquia tinha 768 trabalhadores.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Vale Tejo
    Edição nº 1368
    12-09-2018
    Capa Médio Tejo