Sociedade | 17-06-2018 12:06

Saída do tribunal do centro da cidade pode causar impactos no comércio

Saída do tribunal do centro da cidade pode causar impactos no comércio
Alfredo Pereira diz que a justiça já não é tão morosa como há uns anos

Alfredo Pereira é o novo presidente da delegação de Vila Franca de Xira da Ordem dos Advogados.

A construção do Tribunal do Comércio fora do centro de Vila Franca de Xira, nos antigos terrenos da Escola da Armada, “poderá ter algum impacto” no comércio da cidade e “pode ser prejudicial” para os negócios. Por isso, o novo presidente da delegação da Ordem dos Advogados de Vila Franca de Xira, Alfredo Pereira, diz que o melhor é os comerciantes começarem a preparar-se para se adaptarem à nova realidade que chega em 2020, data estimada de abertura do tribunal.


“As cidades têm de evoluir e também os comerciantes vão precisar de preparar os seus negócios de outra forma para se adaptarem ao que pode vir. O tribunal está a ser implementado num outro projecto mais amplo que implica deslocalizar transportes para aquela zona, criar habitação e serviços e implica uma capacidade de transformação que os comerciantes também precisarão de ter. Não se pode pensar que isto é contra os comerciantes, eles vão ter de fazer um esforço para se adaptar”, defende.
O responsável nota que uma “boa solução” poderia passar por colocar a instância central criminal no centro de Vila Franca de Xira. “Isso é que seria uma boa âncora para o centro da cidade”, defende.

Entrevista completa na edição em papel já nas bancas

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo