Sociedade | 23-06-2018 11:58

Canis de Santarém e Rio Maior estão a rebentar pelas costuras

O abandono de animais é um fenómeno que continua a verificar-se e as instalações já não chegam para as encomendas.

As Câmaras de Santarém e de Rio Maior preparam-se para ampliar os respectivos canis municipais, devido à sobrelotação desses espaços. O abandono de animais é um fenómeno que continua a verificar-se e as instalações já não chegam para as encomendas, conforme se ouviu nas últimas reuniões de câmara desses municípios, que já estão a trabalhar nesses projectos.

“Choca-nos a todos a quantidade de animais abandonados que continuam a aparecer abandonados no espaço público”, disse a vice-presidente da Câmara de Santarém Inês Barroso (PSD) na última reunião de câmara, informando que os serviços tentam ir dando resposta à esterilização dos animais errantes, tendo sido apresentada uma candidatura a financiamento nessa área específica, à semelhança do que acontece com Rio Maior.

A Câmara de Santarém também apresentou em Abril uma candidatura a fundos comunitários com vista à ampliação do canil situado nas proximidades da zona industrial da cidade, dado que não foi possível instalar ali uma estrutura intermunicipal. “Temos que avançar sozinhos”, afirmou Inês Barroso na resposta às questões suscitadas pela vereadora Virgínia Esteves (PS) sobre as más condições do canil.

Em Rio Maior, o vice-presidente do município, Filipe Santana Dias (PSD), reconheceu que o canil municipal “está muito perto da sua lotação máxima e terá que ser ampliado a breve trecho” para aumentar a capacidade. “Os animais não são objectos e não devem ser abandonados”, afirmou Santana Dias reconhecendo que o Verão é uma altura “complicada” nesse campo.

Santana Dias respondia a uma questão colocada pelo vereador João Teodoro Miguel (PS), que considerou necessária uma intervenção no canil municipal.

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Médio Tejo
    Edição nº 1376
    07-11-2018
    Capa Vale Tejo