Sociedade | 10-12-2018 07:00

As redes sociais, a PSP e o bem-estar do canídeo de Tomar 

As redes sociais, a PSP e o bem-estar do canídeo de Tomar 
CARTOON DA NOTICIA

Como os “durões” do IRA não actuam fora de Lisboa, o povo amigo dos animais está a virar-se para a PSP.

Como os “durões” do IRA - Intervenção e Resgate Animal não actuam fora de Lisboa, o povo amigo dos animais está a virar-se para a PSP, tentando que seja ela a atacar em força os inúmeros casos de animais com falta de mimo, que tanto indignam fabebukianos e twiteiros.

Uma das tentativas foi denunciada pela própria PSP, que, em comunicado, informa que os filmes divulgados nas redes sociais sobre a possibilidade de um animal de espécie canina estar a ser vítima de maus tratos em Tomar, por parte dos seus titulares, são falsos. “Depois de identificado o local e os proprietários do referido animal, foi contactada a autoridade de saúde municipal de Tomar que confirmou que o canídeo não apresenta quaisquer tipo de maus tratos, está vacinado de acordo com as normas em vigor, está devidamente nutrido e sem sinais de ferimentos e o local onde se encontra está higienizado, tendo acesso a comida e a água potável”, pode ler-se no texto do Núcleo de Imprensa e Relações Públicas, emitido a 26 de Novembro.

Os autores do alarido não devem ter ficado satisfeitos e compreende-se. Afinal o termo maus tratos é muito lato. Dar ração de marca branca ao animal, em vez de ração “gourmet”, vesti-lo com roupas fatelas de pronto-a-vestir em vez de o levar a um bom alfaiate e dar-lhe água da torneira a saber a cloro em vez de Evian são ou não são...maus tratos??!!

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº1391
    20-02-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº1391
    20-02-2019
    Capa Vale Tejo