Sociedade | 13-02-2019 18:00

Bracejos, elefantes e Venezuela

Bracejos, elefantes e Venezuela
CARTOON DA NOTICIA

Não há sessão da assembleia municipal em que Rui Rei não ponha os nervos em franja aos eleitos da CDU.

Rui Rei, líder da concelhia de Vila Franca de Xira do PSD, deixou o cargo de vereador nas últimas autárquicas e agora é o rosto principal da bancada da Coligação Mais (liderada pelo PSD) na assembleia municipal. Não há sessão daquele órgão em que Rui Rei não ponha os nervos em franja aos eleitos da CDU. Foi o que aconteceu na última sessão, a 29 de Janeiro. Em discussão estava a descentralização de competências proposta pelo Governo. Depois de quase duas horas a falar do assunto, o presidente da Junta de Alverca, Carlos Gonçalves (CDU), mandou gasolina para a fogueira dizendo que a bancada social-democrata entrou mal preparada e que teve de “engolir um elefante” ao aproximar-se da posição da CDU. Rui Rei refutou a ideia e respondeu para acusar o autarca de Alverca de falar “do sexo dos anjos” e de andar “baralhado”. Alguns eleitos da CDU começaram a bater nas mesas mostrando desconforto mas Rui Rei continuou, dizendo que os comunistas podiam “esbracejar à vontade” mas teriam de o ouvir, dizendo acreditar que se o debate estivesse a ocorrer na Venezuela já estaria preso. Foi nesse instante que a bancada da CDU explodiu, com gritos e lamentos, antes do presidente da assembleia mandar interromper os trabalhos e dar uns minutos para toda a gente ir apanhar ar, antes que a coisa descambasse e, aí sim, alguém pudesse acabar detido...

Mais Notícias

    A carregar...

    Edição Semanal

    Edição nº1391
    20-02-2019
    Capa Médio Tejo
    Edição nº1391
    20-02-2019
    Capa Vale Tejo