uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Nova voz na Igreja de Assentis

Padre António Mendes substituído
Edição de 27.11.2002 | Sociedade
Os habitantes católicos da freguesia de Assentis, concelho de Torres Novas, voltaram a ouvir a missa dominical através de uma voz forte e clara, depois de António Mendes, o pároco que serviu os fiéis daquela freguesia durante mais de 30 anos, ter sido substituído devido a doença.Desde 22 de Setembro que cabe ao padre António José Ribeirinho Barreleiro a “tarefa” de continuar a evangelizar os habitantes da freguesia de Assentis. Apesar de ainda estar a adaptar-se à situação, os católicos da freguesia afirma-se muito satisfeitos com esta nomeação, afirmando que o novo pároco trouxe uma lufada de ar fresco à comunidade.A juventude diz que o padre António Barreleiro “tem uma atitude mais dinâmica”, talvez devido à sua idade (44 anos), que o anterior pároco, ressalvando no entanto o carinho e a amizade que sempre tiveram do padre António Mendes.Foi a prolongada doença do padre António Mendes, depois de três décadas a “comandar” os destinos da paróquia de Assentis, que levou a comunidade a fazer diversos apelos à sua substituição junto do bispo da Diocese de Santarém.A justificação baseava-se no facto do problema do padre António Mendes lhe afectar profundamente a voz, sendo quase um “martírio” quer para ele quer para a população as celebrações eucarísticas.Após meses de espera, o pároco foi substituído em Setembro, encontrando-se actualmente a residir no Seminário Diocesano de Santarém. No último sábado António Mendes referiu a O MIRANTE estar convicto de que irá voltar à pastoral assim que melhorar do seu problema de voz.Apesar dos seus 68 anos, o pároco afirmou que “nestas coisas não há reformas” e confidenciou ter saudades de presidir às celebrações eucarísticas. Neste momento o padre António Mendes está a fazer um levantamento de todo o espólio do padre Francisco, o primeiro bispo da Diocese de Santarém. “Se a voz entretanto não melhorar ficarei responsável pela informatização de todos os serviços da Diocese”, afirmou o pároco ao nosso jornal.

Mais Notícias

    A carregar...