uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

CNEMA tem mais seis meses para pagar dívida

Edição de 25.12.2002 | Economia
O Banco Totta aceitou prorrogar por mais seis meses o prazo concedido para a regularização da dívida que o Centro Nacional de Exposições (CNEMA) contraiu, há anos, junto dessa instituição de crédito. A informação foi dada ao nosso jornal pelo presidente da Câmara de Santarém. Essa posição evita a execução da penhora pendente sobre os bens e receitas do parque de exposições.O limite inicialmente concedido pelo Totta expirara na sexta-feira, 20 de Dezembro, data em que a Câmara de Santarém se comprometera a ter concluído um plano de pormenor para a zona da Estrada da Carreira de Tiro. Um instrumento que permitiria a valorização de um terreno para construção aí situado até à cifra 2,2 milhões de euros - (cerca de 440 mil contos) – valor do débito em jogo.Recorde-se que a autarquia assumiu, no anterior mandato, dar ao CNEMA um terreno avaliado em 440 mil contos para que, com ele, o centro liquidasse a dívida junto do Banco Totta. Só que o banco entendeu que os índices de construção lá permitidos não valorizavam o terreno em mais de 250 mil contos e não aceitou a proposta. Foi então que a câmara se dispôs, já este mandato, a elaborar o plano de pormenor que preveja uma maior densidade de construção para a zona.

Mais Notícias

    A carregar...