uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Cegonhas ficaram sem ninhos

Edição de 15.01.2003 | Sociedade
Vários ninhos de cegonhas foram destruídos na semana passada na zona envolvente à estação ferroviária do Setil (Cartaxo) por colocarem em risco a segurança da circulação ferroviária naquele troço da Linha do Norte. Alguns desses ninhos, que podem pesar entre 200 e 300 quilos, estavam instalados em catenárias podendo originar curtos-circuitos. A Refer temia ainda que a sua eventual queda nas linhas pudesse provocar o descarrilamento de comboios.Esta medida preventiva contou com a autorização do Instituto da Conservação da Natureza, já que nesta altura do ano essas aves não se encontram em fase de reprodução. Esse organismo terá sugerido à Refer a colocação imediata de suportes na zona que permitam às cegonhas refazer os seus ninhos com mais garantias de segurança, já que a tendência dessas aves é reconstruirem o seu habitat exactamente no mesmo sítio onde se encontrava anteriormente. Se isso não acontecer entretanto, as aves entram no ciclo reprodutivo no final de Fevereiro e a partir daí, durante algum tempo, ninguém pode mexer nos ninhos. “Ou metem já os suportes ou as cegonhas vão certamente construir os ninhos nos mesmos sítios e depois sujeitam-se a ter que aguentar mais uma época de reprodução”, disse ao nosso jornal Vítor Encarnação, do Centro de Estudos, Migrações e Protecção das Aves.

Mais Notícias

    A carregar...