uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Crimes contra a autoridade dispararam

Edição de 15.01.2003 | Sociedade
Os cidadãos do distrito de Santarém têm vindo a perder o respeito pelas fardas. Só assim se explica que os crimes contra a autoridade pública tenham aumentado 67 por cento entre 2001 e 2002, segundo dados fornecidos pelo Comando Distrital da Polícia de Segurança Pública. Esses crimes envolvem, entre outras situações, as agressões, resistência e coacção contra os agentes da autoridade no exercício da sua missão.O desrespeito pelos agentes da polícia foi mesmo o tipo de crime que mais aumentou em 2002, relativamente ao ano anterior, embora também se tenha registado um aumento de 6% nos crimes contra o património e contra a sociedade. No ângulo inverso, notou-se uma diminuição de 47% nos crimes relacionados com droga e de 2 por cento nos crimes contra pessoas.As detenções em igual período aumentaram 10%, enquanto a quantidade de droga apreendida reduziu 24 por cento. Destaque ainda para o acréscimo em 33% do número de suicídios na área de intervenção da PSP, que cobre as cidades de Santarém, Tomar, Torres Novas, Entroncamento, Abrantes, Cartaxo, Fátima e Ourém.A PSP registou ainda 351 roubos de veículos (+ 2%), tendo recuperado 210 (- 5%). A polícia alerta a população para uma nova forma de agir por parte dos ladrões que passa por subtrair veículos do interior de garagens. Daí aconselhar ao fecho das viaturas mesmo no interior das garagens, ligando-lhes os alarmes sempre que os possuam.Em 2002 foram ainda rebocados 1158 automóveis (+ 42%) e apreendidas 661 viaturas (+ 62%). As infracções de trânsito chegaram às 26690 (+ 29%) e os acidentes anotados pela PSP atingiram os 2284 (+3%), provocando 8 mortos (-11%), 56 feridos graves (- 42%) e 522 feridos ligeiros (- 9%).Foram ainda surpreendidos 139 automobilistas (+ 39%) a conduzir com uma taxa entre 0,5 e 1,19 gramas de álcool por litro de sangue e 169 (+ 29%) com uma taxa superior a 1,20 g/l, que configura já situação de crime.“Como se pode verificar nos dados apresentados, a criminalidade no distrito de Santarém, área da Polícia de Segurança Pública, sofreu uma diminuição razoável. Para isso muito contribuiu a "a implementação das equipas de intervenção rápida que têm vindo a operar na prevenção da criminalidade em todo o distrito, comenta em informação à comunicação social o comandante distrital da PSP Levy Correia.

Mais Notícias

    A carregar...