uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Constância já tem um planetário

Primeiro passo do Parque Temático de Astronomia

A primeira obra do futuro Parque Temático de Astronomia de Constância foi inaugurada domingo, dia 23, pelo secretário de Estado do Desenvolvimento Rural, Fernando Bianchi de Aguiar. Trata-se de um planetário, instalado no alto de Santa Bárbara, onde funciona desde Junho de 2000 o Observatório Astronómico e da Natureza. O equipamento custou 110 mil euros e vai permitir desenvolver o turismo cultural e científico do concelho.

Edição de 26.03.2003 | Sociedade
Construído ao lado do observatório, numa cota abaixo do nível do solo, o planetário tem por objectivo fazer simulações do sistema solar no local, desenvolvendo actividades idênticas às que decorrem nos grandes planetários, como o de Lisboa. Em seu redor vai também surgir um globo que simulará a rotação da terra, um modelo do sistema solar, um carrossel do zodíaco e um relógio de sol analemático que permite ver o tamanho da sombra de uma pessoa ao longo do dia. Equipamentos que, no entender do presidente da câmara, António Mendes, representam uma oportunidade de desenvolvimento do concelho. “As nossas opções estratégicas passam pelo desenvolvimento do turismo cultural, científico e da natureza. Queremos continuar a difundir a ciência e a cultura com mais condições”, sublinhou o autarca no discurso de inauguração. Esperando que o parque temático esteja concluído dentro de um ano, António Mendes está confiante que mais pessoas vão visitar Constância. E recordou que desde 2000 os visitantes ascendem a mais de um milhar. Sendo a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural um parceiro na dinamização deste projecto, Fernando Bianchi de Aguiar destacou que na criação do parque temático há a preocupação de desenvolver espaços de ocupação das pessoas. Estratégia que considerou de extrema importância em concelhos do interior, como Constância, onde “há uma carência de espaços de animação dos jovens”. Bianchi de Aguiar sublinhou ainda que o planetário e o futuro parque insere-se numa filosofia de ocupação do mundo rural com diversas iniciativas que não se resumem apenas à agricultura. Sendo este um exemplo de como é possível criar infra-estruturas que visam equilibrar assimetrias. “O conceito de desenvolvimento rural é hoje muito aberto. A agricultura actualmente não é suficiente para fixar populações”, salientou. Presente também na inauguração esteve o reitor da Universidade de Lisboa, que tem colaborado no desenvolvimento do observatório astronómico de Constância. Barata Moura salientou que a universidade quer continuar a cooperar não só com Constância, como com o resto do país, em iniciativas que revertam a favor do saber e duma cultura de cidadania.

Mais Notícias

    A carregar...