uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Incêndios regressam depois de fim-de-semana calmo

Edição de 13.08.2003 | Incêndios
Depois de uma acalmia durante o fim-de-semana, os incêndios voltaram a preocupar os bombeiros durante a terça-feira, dia de fecho desta edição. Registavam-se nesta altura fogos nos concelhos de Abrantes, Sardoal, Chamusca, Tomar e Alcanena. No final da tarde de terça-feira a situação mais preocupante ocorria na localidade de Minde, que estava a ser atingida por um incêndio que tinha começado em Mira D’Aire. Ao mesmo tempo as chamas devoravam também uma zona de floresta na localidade de Pai Cabeço, concelho de Tomar. O fogo teve início às 13h19, tendo mobilizado 43 bombeiros de sete corporações apoiados por 11 veículos e um helicóptero.Às seis da tarde os bombeiros davam como controlado um outro fogo que lavrava em Gaviãozinho, concelho da Chamusca, e que mobilizou meios das corporações de Almeirim, Alpiarça, Salvaterra de Magos e Santarém, apoiados por três helicópteros. Nesta altura estava já extinto um foco de incêndio na fronteira entre o concelho de Abrantes e do Sardoal. Segundo o coordenador distrital do Serviço Nacional de Bombeiros e Protecção Civil, “a redução no número de incêndios durante os dias de sábado, domingo e segunda-feira permitiu o retemperar das forças”. Neste sentido “os bombeiros que já estavam exaustos puderam descansar”, sublinhou Joaquim Chambel. Aquele coordenador disse ainda que neste período foi possível “fazer a recuperação do material usado nos incêndios e fazer a manutenção dos veículos”. Acrescentando que algumas viaturas, devido ao desgaste e a algumas avarias, não estavam na sua capacidade máxima.

Mais Notícias

    A carregar...