uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

A privatização da Companhia das Lezírias

Edição de 17.12.2003 | O Mirante dos Leitores
Li no vosso conceituado semanário de 4 de Dezembro de 2003, na secção de Economia, página VI, que o Partido Socialista e a Câmara Municipal de Benavente estão contra a privatização da Companhia das Lezírias.Como é sabido, a sede desta empresa pública e a maior parte das suas propriedades, quer rústicas quer urbanas, situam-se na freguesia de Samora Correia. Assim sendo, entendo que a Assembleia de Freguesia local e a respectiva Junta são as entidades mais indicadas para se pronunciarem sobre esta privatização.Eu não sei se a privatização dessa empresa é melhor ou pior para Samora Correia. O que sei, isso sim, é que os terrenos vendidos pela Companhia das Lezírias aos rendeiros, a preços suaves, há cerca de 30-40 anos, contribuíram para transformar esta freguesia (que era bastante pobre) numa das maiores e mais ricas urbes do baixo Ribatejo.Importa ainda salientar que uma entidade que está contra, a Câmara Municipal de Benavente, graças ao desenvolvimento desta freguesia é monetariamente a que mais tem lucrado.Será bom não esquecer que todos estes benefícios só foram possíveis graças aos terrenos que a Companhia das Lezírias vendeu a rendeiros e particulares.Alberto Cândido PernesSamora Correia

Mais Notícias

    A carregar...