uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Golos falhados, pontos perdidos

Alverca perdeu em casa e aproximou-se da linha de perigo

Uma segunda parte de bom nível permitiu ao Moreirense dar a volta ao marcador e sair de Alverca vitorioso por 2-1, em encontro da 17ª e última jornada da primeira volta da Superliga de futebol.

Edição de 14.01.2004 | Desporto
A equipa ribatejana já vencia aos sete minutos, numa bonita jogada de entendimento iniciada por Caju, que lançou Nandinho pela esquerda, tendo este servido para o cabeceamento vitorioso de Rodolfo Lima.A perder, o técnico Manuel Machado mexeu na equipa e, aos 17 minutos, tirou o defesa Orlando e fez entrar o extremo direito Bruno Mestre. O Moreirense equilibrou as operações e passou a jogar mais perto da área dos locais, mas os golos não apareciam. Apenas à beira do intervalo o marcador esteve perto de funcionar, com um livre directo executado por Nandinho, descaído sobre a direita, a ser devolvido pelo poste da baliza de João.A reentrada do Alverca foi boa e nos primeiros minutos da segunda parte o golo esteve iminente por três vezes. Primeiro, num cruzamento-remate de Torrão, que foi sustido em dificuldade por João. A jogada prosseguiu e Nandinho voltou a obrigar o guardião nortenho a defesa apertada. Finalmente, na sequência de um pontapé de canto Veríssimo, ao primeiro poste, desviou rente ao travessão.Tal como na etapa inicial, o Moreirense reagiu: Manoel, ao minuto 66, rematou colocado, valendo a estirada de Yannick a negar a igualdade. Estava dado o mote para o empate, que chegou volvidos dois minutos, com uma grande penalidade convertida por Tito. A falta que originou o castigo máximo deixou dúvidas, mas o árbitro entendeu que Veríssimo derrubou Armando.Aos 80 deu-se a reviravolta no “placard”, com um cruzamento largo da esquerda a apanhar a defesa do Alverca adiantada e a pedir posição irregular de Demétrios.O auxiliar nada assinalou e o avançado brasileiro, de primeira, só teve de desviar de Yannick.Benfica atrasa-seO grande derrotado da jornada foi o Benfica, que empatou com a União de Leiria (3-3), quase hipotecando a já de si ténue oportunidade de chegar ao título da Superliga de futebol. No fim da primeira volta, quando há somente outras 17 rondas pela frente, os “encarnados” estão a distantes 11 pontos do líder FC Porto e a seis do rival Sporting, que segue em segundo lugar e é o mais sério candidato ao lugar que também dá acesso à Liga dos Campeões.O Benfica, pressionado pelas vitórias de “leões” e “dragões”, na recepção ao Vitória de Guimarães (2-1) e na deslocação a Paços de Ferreira (2-0), respectivamente, ficou ainda mais “sobre brasas” quando o árbitro António Costa não assinalou um “penalti” claro sobre Nuno Gomes, aos 4 minutos da partida de Leiria.O FC Porto fechou a primeira volta sem derrotas e conservou uma distância de cinco pontos para o Sporting, que recebeu e venceu o Vitória de Guimarães (2-1). O Braga, a jogar em casa, venceu o Belenenses, por 2-1, e “encostou-se” ao Benfica. A primeira volta da Superliga encerrou com um empate (1-1) entre o Beira-Mar e o Gil Vicente.

Mais Notícias

    A carregar...