uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Briga sangrenta em Alcanena

Edição de 14.04.2004 | Sociedade
Às primeiras horas da madrugada do domingo de Páscoa, a GNR de Alcanena foi chamada para acudir a uma rixa, no Bairro do Tojal, entre emigrantes de leste e portugueses, que ocasionou ferimentos em cinco dos intervenientes, três deles ucranianos. Os feridos foram socorridos no Hospital Rainha Santa Isabel em Torres Novas.Segundo o capitão Rego, responsável pelo destacamento de Torres Novas da GNR, a que pertence o posto de Alcanena, os guardas foram chamados por um irmão dos dois cidadãos nacionais e quando chegaram ao local já as agressões tinham sido consumadas.“Era um mar de sangue, como é usual dizer-se”, contou a O MIRANTE o capitão Rego acrescentando que um dos guardas testemunhou que não conseguiu descobrir a “cor do chão da cozinha, coberto de sangue”.Os emigrantes de leste, que trabalham numa das empresas da zona, tinham estado a ver um jogo de futebol no café ao lado e é provável que aí tivessem travado conhecimento com os dois irmãos, conhecidos na zona e já referenciados pela GNR.“Tudo leva a crer”, continua o capitão Rego, “que depois do jogo quisessem continuar a conviver e foram para a casa dos ucranianos, mas é difícil saber porque é que começou a briga”.O certo é, quando os guardas chegaram ao local, havia cinco feridos, com facadas em diversos locais, que foram transportados pelos bombeiros de Alcanena para o Hospital de Torres Novas. A GNR tomou conta da ocorrência, mas até terça-feira, data de fecho desta edição, não foi formalizada a queixa.

Mais Notícias

    A carregar...