uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
À beira do abismo

À beira do abismo

Edição de 21.04.2004 | O Cartoon da Notícia
As contas da Câmara de Santarém referentes a 2003 são um desastre. A dívida trepou 9 milhões de euros, a execução do plano de actividades ficou-se pelos 23 por cento e as despesas correntes aumentaram só 63 por cento.Perante tão negro cenário até o presidente da câmara, o socialista Rui Barreiro, reconheceu que se estava perante uma situação complicada. E não é caso para menos. Afinal de contas, quando entrou em funções, em 2002, com um passivo bem mais reduzido, Barreiro queixou-se da herança que lhe coube em sorte e disse numa famosa entrevista que a câmara, se fosse uma empresa, estaria tecnicamente falida.Hoje, o seu antecessor José Miguel Noras, então tão criticado, deve rebolar-se de gozo por ver as pedras que lhe dirigiram a cair sobre os telhados de vidro do actual presidente. Já diz a voz popular que pela boca morre o peixe. E se a autarquia estava à beira o abismo, Rui Barreiro deu um passo em frente.
À beira do abismo

Mais Notícias

    A carregar...