uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Na passarela pela reciclagem

Alunos da Escola Ginestal Machado desfilaram modelos em “não tecido”
Edição de 09.06.2004 | Sociedade
Cerca de 350 alunos e professores do sétimo ao 12.º ano da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado, e ainda 26 alunos de infantários e escolas básicas de Santarém, foram os protagonistas de uma passagem de modelos sob o tema “O Não Tecido”, idalizada pelos professores de Artes Visuais daquela escola. Uma forma de sensibilizar para os problemas ambientais, com especial enfoque na reciclagem de materiais.O desfile de sexta-feira começou às 21h00 e acabou já passava da meia-noite, com os alunos a apresentarem modelos bastante criativos. O não tecido é um material reciclável fornecido pela Ipetex, uma empresa do Vale de Santarém, no âmbito de um protocolo realizado com aquela escola. Os trajes foram criados a partir de obras de artistas, após um trabalho de pesquisa realizado pelos alunos. Ao longo da noite os estudantes foram apresentando as criações pela passerelle em forma de T, com um ecrã ao fundo a anunciar as turmas, os alunos que participaram e o artista em que se basearam para a elaboração do vestuário.E puderam ver-se criações inspiradas em artistas como Andy Warhol, Pablo Picasso, Vasily Kandinsky, entre muitos outros, que levaram uma grande mistura de cores e estilos ao ringue ao ar livre da escola, perante centenas pessoas na assiastência. E no meio do desfile houve um pouco de tudo. Alunos e alunas que demonstraram um futuro promissor nas passerelles, tal foi o à vontade com que passaram no teste. Mas também aquele que encararam tudo na brincadeira e deixaram escapar um sorriso perante as “provocações e piropos” dos colegas, no meio no público, onde também estavam pais, encarregados de educação e professores.Ou ainda os mais pequenos dos infantários da cidade em que, num ou noutro caso, não aguentaram tamanha exposição pública e soltaram umas lágrimas. No próprio dia decorreu ainda a exposição dos trabalhos de pesquisa nos corredores da escola. Quanto à noite do desfile, tudo correu pelo melhor e veio demonstrar de que forma professores e alunos podem realizar trabalhos em conjunto e divulgar o que podem fazer nas suas áreas.

Mais Notícias

    A carregar...