uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

O segredo está na organização

Odete Silva é gestora de uma empresa e presidente da direcção dos Bombeiros da Póvoa

Odete Silva tem 33 anos e às suas costas a responsabilidade de gerir duas casas: a empresa de revenda de combustíveis onde trabalha e os Bombeiros Voluntários da Póvoa de Santa Iria onde é presidente da direcção. O segredo é a organização.

Edição de 25.05.2005 | Identidade Profissional
Quando era criança Odete Silva ouvia tocar a sirene dos bombeiros e da janela de sua casa via dezenas de trabalhadores da Solvay, na Póvoa de Santa Iria, deixarem o posto de trabalho e correr em direcção ao quartel.Sempre sentiu uma grande admiração pelo trabalho dos soldados da paz e talvez por isso tenha aceite, há cerca de ano e meio, o desafio de integrar a direcção dos Bombeiros Voluntários da Póvoa de Santa Iria, cidade onde reside. Desde Novembro de 2004 que Odete Silva, 33 anos, ocupa o cargo de presidente da direcção. “Ainda hesitei porque tinha a consciência de que era necessária muita dedicação, mas acabaram por me convencer com o argumento de que faltam pessoas para o meio associativo”, confessa Odete Silva.Desde que está na associação já conseguiu organizar a contabilidade, que considera fundamental para se conhecer com clareza a situação económica. “É impossível tomar medidas sem ter a parte administrativa organizada”, garante.Pelas dificuldades inerentes às associações do género, a gestão dos bombeiros tem que ser muito cuidadosa. “Tem que ser feita uma gestão a pinças”, revela.Este ano a direcção já adquiriu uma ambulância e um barco, depois de auscultar as necessidades do corpo operacional, tal como acontece sempre que começa um novo ano.Além de administrar a casa dos bombeiros, Odete Silva, tem também a responsabilidade profissional de gerir a A&V, uma empresa revendedora de combustíveis, em Sacavém. Coordena o trabalho dos sete funcionários e encarrega-se da gestão financeira da empresa. É Odete Silva que efectua os pagamentos à empresa Galp que fornece os combustíveis ao posto de abastecimento. O seu trabalho inclui também a gestão da renda dos inquilinos de alguns edifícios que são propriedade da firma.O dia de Odete Silva começa a meio da manhã e termina ao final da tarde. Só com alguma flexibilidade é que a gestora consegue a disponibilidade necessária para estar à frente dos destinos dos bombeiros. “É um tipo de trabalho que permite que vá gerindo o meu tempo. Não tenho um horário rígido e consigo gerir o meu tempo”, descreve.O seu dia a dia implica um contacto permanente com a matemática. Odete Silva, com formação profissional na área de administração e contabilidade, gosta de trabalhar com números, mas sempre que pode não dispensa o relacionamento com as pessoas. É a gestora que faz o contacto comercial com a Petrogal e que se ocupa da calendarização de cursos ministrados pela empresa com quem trabalha. O tipo de trabalho permite-lhe fugir à rotina já que todos os dias se depara com novas situações para resolver. A organização é o grande segredo de Odete Silva para conseguir gerir as duas empresas. “É preciso planear tudo quase a minuto”, revela a gestora, que é também mãe de uma jovem de 12 anos. Odete Silva encara a sua colaboração com os bombeiros como um pequeno contributo para a grande missão que os soldados da paz empreendem. “Todos nós quando temos um problema lembramo-nos dos bombeiros. E dos bombeiros, quem é que se lembra? Eles também são seres humanos e têm família que deixam para segundo para dar assistência ao socorro”, salienta.Apesar do esforço que exige a conciliação da vida profissional e familiar com o mundo associativo, Odete Silva considera que o seu trabalho nos bombeiros é muito gratificante. “Chego a ter semanas em que não tenho uma única noite para estar em casa e chego a entrar em casa há uma da manhã. Mas quando olho para o trabalho dos bombeiros, que chegam a estar cá toda a noite e de manhã partem directamente para o seu emprego, até acho que o meu esforço é pequeno”.Ana Santiago

Mais Notícias

    A carregar...