uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Edifícios com ligação directa aos bombeiros em Samora

Edição de 15.06.2005 | Sociedade
A Câmara Municipal de Benavente instalou um sistema de protecção contra incêndios com ligação directa ao quartel dos bombeiros nos edifícios do Palácio do Infantado e do Centro Cultural de Samora Correia. A experiência denominada “Directo Bombeiro” deverá ser alargada a vários edifícios municipais em Benavente. O edifício principal da câmara, o dos serviços de obras, o Cine-Teatro, a Casa Calheiros e o Núcleo Museológico de Benavente serão alguns dos espaços contemplados com o novo Sistema Automático de Detecção de Incêndios (SADI).O contrato assinado com a empresa Segursite- Consultadoria e Comercialização de Sistemas de Segurança, Lda, prevê o pagamento de 717 euros mais IVA anuais por cada equipamento, mas 465 euros desta receita revertem para o corpo de bombeiros local.O presidente da câmara, António Ganhão considerou que a autarquia deve fazer um esforço financeiro para prevenir os fogos em edifícios que são património colectivo e onde estão guardados valiosos espólios. Recorde-se que o Palácio do Infantado, que acolhe a biblioteca e ludoteca municipais, um auditório, e várias galerias de exposições já sofreu um incêndio que o destruiu por completo em 1976 e que obrigou a um investimento avultado para a sua recuperação.O vereador socialista Artur Saraiva sugeriu que a câmara peça à Comunidade Urbana da Lezíria do Tejo (CULT) que equacione a possibilidade de fazer um estudo sobre a adopção deste sistema nos equipamentos dos 11 concelhos. Um contrato mais alargado permitiria, segundo o autarca, uma economia de escala. A sugestão foi aceite pela câmara e o presidente garantiu que a questão será colocada na CULT.

Mais Notícias

    A carregar...