uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Desemprego aumentou no segundo trimestre

Edição de 24.08.2005 | Economia
A taxa de desemprego situou-se nos 7,2 por cento no segundo trimestre deste ano, o que traduz um aumento de 0,9 pontos percentuais face ao mesmo período do ano passado, indicou o Instituto Nacional de Estatística (INE). No segundo trimestre de 2005 encontravam-se desempregados 399.300 indivíduos.Apesar da população activa ter aumentado 1,1 por cento, verificou-se um aumento de 15 por cento no número de desempregados, o que explica a subida da taxa de desemprego quando comparada com o período homólogo.Em relação ao primeiro trimestre, a taxa de desemprego registou um decréscimo de 0,3 pontos percentuais, justificado pelo efeito conjugado do aumento da população activa (0,4 por cento) e da diminuição da população desempregada (3,2 por cento).O decréscimo trimestral na taxa de desemprego foi mais sentido entre as mulheres, tendo descido de 8,6 para 8,1 por cento, enquanto que os homens se mantiveram nos 6,5 por cento.Estas evoluções contribuíram para a redução da discrepância entre os sexos, mas, no entanto, a incidência do desemprego continua a ser maior entre as mulheres.Por grupo etário, o número de desempregados aumentou apenas entre os indivíduos com 45 e mais anos.Por regiões, as taxas de desemprego mais elevadas registaram- se no Norte (8,7 por cento), Alentejo (8,5 por cento) e Lisboa (8 por cento).As Regiões Autónomas registaram, por seu turno, os valores mais baixos para este indicador: 3,9 por cento na Madeira e 4,3 por cento nos Açores.

Mais Notícias

    A carregar...