uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Mais e melhor judo no distrito

Nova Direcção na Associação de Judo do Distrito de Santarém

Formar e captar novos talentos é a ambição máxima da nova direcção da Associação de Judo do Distrito de Santarém. As escolas da região servirão de base a este trabalho, que contraria um pouco a anterior forma de trabalho da associação, que se baseava sobretudo pela alta competição.

Edição de 18.10.2005 | Desporto
A direcção da Associação de Judo do Distrito de Santarém pretende desenvolver a modalidade na região. “Mais e melhor prestação de judo no distrito de Santarém” é o nome do projecto elaborado pelo director técnico distrital, professor Fausto Carvalho, que já está a ser aplicado em algumas escolas.O projecto tem como grande objectivo a formação e a captação de novos jovens para a modalidade. “Já tínhamos contactos regulares com algumas escolas do distrito, mas agora com uma maior abertura da estrutura escolar a esta modalidade, vai ser possível expandirmos a nossa actuação, situação que já está a acontecer”, explicou ao nosso jornal o secretário da direcção, Farinha Paula.Por outro lado é um projecto que vai também permitir um melhor aproveitamento de protocolos que a associação tem com várias câmaras do distrito, casos de Torres Novas, Golegã, Tomar, Chamusca, Rio Maior e também com a Escola Superior de Desporto de Rio Maior, que permite a utilização de alguns espaços de boa categoria existentes. É assim uma inversão no que sucedeu nos últimos anos, em que o objectivo passava mais pela alta competição, que tão bons resultados trouxe para a modalidade. “Tivemos vários campeões nacionais, europeus e até excelentes resultados a nível mundial. Mas como o ciclo Ronaldo Vetía se fechou, vamos, sem descurar a alta competição nos clubes, avançar mais com a formação, procurando um maior incremento da modalidade, ajudando a criar novos clubes e novos atletas”, garantiu Farinha Paulo.Recorde-se que a Associação de Judo do Distrito de Santarém perdeu recentemente aquele que teve uma quota parte no desenvolvimento da modalidade nos últimos anos, o técnico cubano Ronaldo Vétia, que apresentou um pedido de revisão do seu ordenado, que a associação, recentemente eleita, não estava em condições de poder corresponder.Outra das apostas vai ser a de formação de árbitros e dirigentes. “É uma pecha que ainda temos na modalidade”, refere o dirigente, acrescentando no entanto que o projecto não agrada a todos e algumas vozes se vão levantando e mostrando o seu desacordo. “Mas é uma decisão que foi tomada e apresentada aos clubes e foi muito bem aceite”, reforça.Igualmente aprovada em assembleia-geral foi o pagamento de uma pequena verba por atleta aquando das provas de graduação. “Quando apresentámos a proposta sabíamos que ia ter alguma polémica, mas foi aprovada e tem que ser cumprida”, explica Farinha Paulo.A associação tem ainda como grande objectivo a coordenação do judo no Ribatejo, fazendo a ligação entre os clubes e a Federação. “Vamos continuar a fazê-lo e também queremos fazer a inserção cada vez maior do judo na sociedade, formando treinadores, árbitros e atletas. Não tenho dúvida de que com o projecto elaborado pelo professor Fausto Carvalho as coisas irão avançar e ter êxito”, disse com entusiasmo o dirigente.“Entre nós, dirigentes da associação, existe uma vontade enorme de continuar a trabalhar. Cremos que com o nosso apoio e a vontade dos clubes, o judo vai continuar a desenvolver-se no distrito de Santarém. Um desenvolvimento que pretendemos sustentado e sempre a partir da formação”, disse a finalizar Farinha Paulo.Entretanto os novos corpos gerentes ficaram assim distribuídos: Assembleia-geral – presidente, António Anjinho; secretário, Manuel Morgado; suplentes, José Silva, Vítor Faria e Marinho Graça. Conselho Fiscal – Francisco Fernandes, vogais, Fernando Branco e Lúcia Gonçalves; suplentes, Albertina Louro e Pedro Rosa. Direcção – presidente, António Pedroso Leal; vice-presidente, José Cristóvão; secretário, José Farinha Paulo; tesoureiro Lúcio, Pedrosos Leal; vogais, Fernando Lopes e Fernando Barbosa; suplentes, Arlindo Cunha e Manuel Lobeiro. Conselho Jurisdicional – presidente, Fausto Carvalho; secretário, Sandra Godinho; relator, Maria de Fátima Duro; suplentes, Ana Cristina Carreira e Miguel Cristóvão.

Mais Notícias

    A carregar...