uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

PSD critica PIDDAC para Santarém

Edição de 30.11.2005 | Sociedade
A Comissão Política Distrital do PSD de Santarém criticou hoje a ausência de “investimentos estratégicos” para a região, inscritos na proposta do Programa de Investimento e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC) para 2006.A “despoluição da Bacia do Alviela, o Museu Nacional Ferroviário no Entroncamento, as Esquadras da PSP no Entroncamento e no Cartaxo ou as novas instalações da Escola Superior do Desporto de Rio Maior” são alguns dos projectos que os sociais-democratas consideram, em comunicado emitido esta segunda-feira, estarem a ser adiados de forma indefinida.Além disso, o PSD apelou também aos eleitos do PS para “resolver decisivamente a questão das Barreiras e das Muralhas de Santarém”, que têm uma previsão de 90 mil euros, no orçamento do Ministério das Obras Públicas.“O PIDDAC para 2006 apresenta o mais baixo volume de investimento dos últimos cinco anos” para o distrito de Santarém, contemplando cerca de 150 milhões de euros de verbas, uma redução de 25 por cento em relação ao ano passado.Numa comparação da distribuição nacional do investimento, Santarém passa de quinto distrito com previsão de mais investimento público para o sétimo lugar.Por outro lado, o facto dos concelhos de Almeirim, Coruche e Sardoal não terem qualquer verba prevista é também criticada pela direcção distrital do PSD, que reuniu domingo.Em particular, os sociais-democratas lamentam que o Sardoal não tenha qualquer investimento previsto, até porque “integra o conjunto de municípios mais sacrificados com as recentes vagas de incêndios que assolaram o distrito de Santarém, no Verão de 2005”.“Fica aqui revelada a total insensibilidade do Governo para responder a esta recente tragédia”, refere o PSD, que critica também o reduzido investimento em outros concelhos com problemas semelhantes, como é o caso de Mação, que teve uma redução de 99 por cento das verbas.Para dez concelhos do distrito, o PIDDAC contempla um pacote total de 150 mil euros, apesar destes municípios representarem quase um terço da população.

Mais Notícias

    A carregar...