uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Actores procuram-se

Actores procuram-se

Cine Clube de Torres Novas produz terceira curta-metragem

O Cine Clube promove sábado um casting para escolher os actores de uma produção que vai ter custo zero.

Edição de 21.06.2006 | Cultura e Lazer
Uma história de dez minutos sobre dois estranhos. É a única coisa que se sabe, por enquanto, acerca do argumento que vai moldar a terceira curta metragem produzida pelo Cine Clube de Torres Novas. Um projecto com orçamento zero que visa atingir o expoente máximo da qualidade ao nível da produção cinematográfica. A apresentação da iniciativa foi feita sexta-feira na sede da associação.O objectivo é candidatar o filme ao maior número de festivais de curtas metragens nacionais e internacionais, exibi-lo em todo o país e manter vivo o espírito do Cine Clube, que pretende dar provas de um trabalho continuado e de excelência. Sem entrar em grandes aventuras, com orçamentos impossíveis de suportar.“É possível fazer um filme com orçamento zero e as duas últimas produções são prova disso. As câmaras de filmar vão-nos ser cedidas pela Escola Superior de Tecnologias de Abrantes (ESTA). As cassetes são-nos oferecidas por uma loja e a equipa técnica e os actores trabalham por carolice, sem receber nada em troca”, explica o presidente da associação, Nuno Guedelho.Desta vez, a curta-metragem vai ser produzida por uma equi-pa de profissionais com vasta experiência na área. E o equipamento técnico também sobe de patamar em relação às produções anteriores. A aposta é grande e está a merecer a confiança da direcção do Cine Clube. “Foi um projecto que nos caiu do céu. O Sílvio Santana, autor do texto, propôs-nos a produção daquele argumento e sugeriu-nos uma equipa técnica com muito mérito. O Cine Clube vai ter a oportunidade de aprender com quem de facto sabe fazer”, diz Nuno Guedelho.Á semelhança do que aconteceu com as primeiras duas produções do Cine Clube de Torres Novas, o filme vai ser rodado maioritariamente em Torres Novas. No próximo sábado, 24 de Junho, vai ser seleccionado o actor principal do filme, num casting que decorrerá na sede do Cine Clube, entre as 15h00 e as 18h00, e que procura um homem entre os 28 e os 29 anos. No fim-de-semana seguinte, 1 e 2 de Julho, no mesmo horário, será feita a selecção dos restantes actores. O casting estará aberto a pessoas de ambos os sexos e de todas as idades. Na mesma altura será também seleccionada a equipa que deverá assegurar o trabalho de maquilhagem e cabeleireiro aos actores durante o período de gravações.“Apelo às pessoas para aparecerem no casting e para não terem vergonha. Há muita gente que diz que gostava de participar mas depois não aparece com receio de fazer má figura. E é pena porque podiam ter ali uma oportunidade”, diz Nuno Guedelho.Foi o que aconteceu a Mariana Castro. Depois de ter participado na segunda curta-metragem produzida pelo Cine Clube de Torres Novas, “Carta ao Ópio”, a jovem de 19 anos, oriunda de Riachos, foi convidada para assumir o papel de realizadora na produção que se avizinha. Uma experiência que espera repetir depois de concluir o curso de cinema ao qual se vai candidatar ainda este ano. Na bagagem leva a experiência ganha através das iniciativas do Cine Clube de Torres Novas, como actriz e realizadora. Carla Paixão
Actores procuram-se

Mais Notícias

    A carregar...