uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Burlões de cartões multibanco atacam no Cartaxo

Segundo caso na região no espaço de um mês

Duas dezenas de habitantes do Cartaxo foram vítimas da mais moderna burla que passa pela clonagem de cartões Multibanco, tendo alguns visto voar 400 euros das suas contas bancárias.

Edição de 23.08.2006 | Sociedade
A PSP recebeu até segunda-feira 21 queixas mas suspeita-se que o número de pessoas burladas no Cartaxo através da clonagem de cartões multibanco seja maior. Os lesados viram desaparecer das suas contas bancárias montantes entre os 200 e os 400 euros. Este é o segundo caso no espaço de um mês no distrito de Santarém. O primeiro foi detectado no dia 24 de Julho em Santana do Mato, freguesia do concelho de Coruche. Alguns das pessoas que apresentaram queixa disseram à polícia que antes de detectarem a burla tinham utilizado o cartão na caixa Multibanco do supermercado Intermarché do Cartaxo. Nalguns casos os levantamentos feitos pelos burlões, segundo informações recolhidas pela polícia, foram efectuados em Lisboa na Praça de Alvalade e na Avenida Fontes Pereira de Melo. A polícia suspeita que estes crimes estejam a ser cometidos por elementos de uma rede internacional que usam sistemas sofisticados. Segundo o comissário Maurício, do comando distrital de Santarém da PSP, os burlões serão pessoas bastante “qualificadas”. “Não estamos na presença de principiantes”, diz, acrescentando que a Polícia Judiciária está a investigar o caso.Para fazer a clonagem dos cartões, coloca-se um dispositivo com microchip na ranhura da máquina onde entra o cartão e que permite registar os dados da banda magnética. Depois uma micro-câmara é colocada de forma dissimulada na caixa Multibanco de modo a filmar as pessoas a digitar o código secreto. Segundo o comissário Maurício, os burlões posteriormente, através de um sistema informático, gravam os dados recolhidos das bandas magnéticas em cartões virgens. O que lhes permite fazer levantamentos. Pelo que se suspeita que haja alguém por trás que forneça esses cartões. As burlas com cartões Multibanco têm vindo a registar-se um pouco por todo o país. Sobretudo com incidência no Algarve e Alentejo. E são feitas a partir de máquinas Multibanco instaladas na via pública e em locais com pouca vigilância. O processo é tão sofisticado, segundo o comissário, que as pessoas nem se apercebem que a caixa foi violada e tem o sistema de duplicação de cartões. Pelo que aconselha as pessoas a usarem os multibancos instalados dentro das instituições bancárias, onde os sistemas de vídeo-vigilância afastam os burlões. Na primeira situação registada no distrito, no concelho de Coruche, foram burladas mais de 30 pessoas, segundo as contas da GNR. Algumas pessoas ficaram sem 200 euros nas contas bancárias e outras sem 400 euros. À medida que os bancos foram detectando as fraudes cancelaram os cartões dos clientes para evitar novos levantamentos. Este caso causou um enorme alvoroço na pacata freguesia, onde muitas pessoas, sobretudo as mais velhas, raramente usam os cartões multibanco. Geralmente os bancos repõem o dinheiro nas contas dos clientes.

Mais Notícias

    A carregar...