uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Campeoníssimo Serafim das Neves

Edição de 27.09.2006 | E-mails do outro mundo
Finalmente temos um ranking nacional de Protocolo de Estado para sabermos quem é quem em Portugal. Num país como o nosso em que o protocolo nunca é respeitado o ranking que agora entrou em vigor não vai servir para nada mas sempre serve para umas discussões de café à volta de umas boas imperiais, tal como os rankings da FIFA ou da UEFA.No caso do futebol não importa o lugar que os senhores do futebol atribuam ao Benfica porque todos sabemos que o Benfica é o melhor clube do Mundo – pelo menos para os benfiquistas - e por isso se o Benfica não está em primeiro lugar do ranking é porque o Pinto da Costa comprou os gajos que elaboram a lista com viagens ao Brasil. No caso do Protocolo de Estado Português vai passar-se o mesmo. Que importa que os presidentes de câmara estejam classificados em 41º lugar? Tu acreditas que numa cerimónia oficial em que esteja presente, por exemplo, o inenarrável António Rodrigues, presidente da câmara de Torres Novas, alguém o conseguirá segurar no lugar que lhe é atribuído?Claro que não acreditas. Não acreditas tu, não acredito eu e, sobretudo não acredita ele. Numa recepção qualquer no Palácio de S. Bento, ao fim de cinco minutos já ele está com o braço por cima do ombro do Primeiro-Ministro José Sócrates a contar-lhe a anedota mais recente ou a chamar-lhe a atenção para as pernas de alguma assessora mais jeitosa que ande por perto. E o Sócrates vai ter que se rir. Pois claro que se ri! Quem é que não se ri com os pelos de bigode do homem a comichar-lhe no ouvido??!!Deixando o apêndice peludo do senhor Rodrigues e voltando ao protocolo não compreendo como foi possível atirar os presidentes de junta de freguesia para um 53º lugar. Depois queixem-se da descredibilização da classe política!? De que vale andarem para aí a defender que o poder político é mais importante e eficaz quanto mais perto estiver das populações? Que importa virem os Ministros de Lisboa à parvónia exaltar as virtudes do poder local para depois atirarem com os nossos eleitos autárquicos para as profundezas da lista protocolar? Uma injustiça Serafim! Uma tremenda injustiça!Mas há outro ranking Serafim. Esta semana é a semana dos rankings. Chegou o Outono e começa a cair a folha. O Governo divulgou o ranking das câmaras endividadas até às orelhas. O actual Secretário de Estado da Administração Local não é como o seu antecessor do PSD, o Relvas pepsodente. Eduardo Cabrita tem-los no sítio. Deixou-se de paninhos quentes e zumba, pôs a nu a miséria que vai por aí. O Miguel Relvas andava sempre a falar no endividamento das câmaras mas fazia caixinha. Não chamava os bois pelos nomes. Este não esteve com meias medidas e aí vai disto.E ainda bem que o fez assim já podemos parar de zurzir apenas nas câmaras de Santarém e Chamusca. Aquelas desgraçadas têm sido os bombos da festa aqui para os nossos lados mas agora sabe-se que há mais bombos onde é justo malhar com ganas. Alpiarça, Torres Novas, Rio Maior, Ourém. O famoso grupo dos bombos de Lavacolhos que se cuide. Há por aqui quem lhe peça meças. A lei da rolha foi furada. Os meninos andavam a varrer as dívidas para debaixo do tapete mas o Cabrita descobriu-lhes a careca. Abençoado Secretário de Estado. Isto sim, é governar. É certo que o homem só mandou a lista para a rua depois da Associação Nacional de Municípios o ter picado dizendo que eram 205 municípios que iriam ficar impossibilitados de contrair mais dívidas, mas mesmo assim tem mérito. Qualquer ribatejano sabe que há bois que mesmo picados não reagem.Um abraço bravio do Manuel Serra d’Aire

Mais Notícias

    A carregar...