uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Monumento Scalabitano é um templo pioneiro no projecto Igreja Segura

Edição de 22.11.2006 | Sociedade
A Igreja da Piedade, em Santarém, é uma das 13 igrejas piloto a nível nacional que aderiram ao Projecto Igreja Segura, que está a ser coordenado pelo Museu e Arquivos Históricos da Polícia Judiciária. É a única da área de abrangência de O MIRANTE. Abrir mais igrejas bem conservadas e em segurança, valorizar o seu património cultural e possibilitar o seu usufruto cultural por parte da comunidade são os objectivos gerais. O combate é contra a criminalidade mas também contra a degradação em que muitos espaços religiosos caíram ou se arriscam a cair. Propõe ainda procedimentos para prevenir a ocorrência de incêndios.O projecto agrega uma série de entidades, desde forças de segurança e da área da protecção civil a organismos eclesiásticos e ligados ao património, às autarquias e à educação. Cada um terá as suas tarefas, consoante as capacidades e competências. A intenção é simplificar e sistematizar procedimentos e optimizar os recursos existentes nos diversos sectores. O Projecto Igreja Segura comporta actualmente 3 eixos principais. O Eixo 1 consta de uma Exposição Itinerante Multimédia SOS Igreja que visa informar e sensibilizar a comunidade. O Eixo 2 passa pela criação de igrejas piloto onde se pretende criar modelos de boas práticas de segurança e conservação. O Eixo 3 inclui a pesquisa, estudo e acções de formação com o objectivo de aumentar e difundir o conhecimento sobre a história, a protecção e a segurança do património cultural das igrejas.Para aderirem ao Igreja Segura, as igrejas e outros edifícios religiosos deverão confirmar a adesão prévia da sua Diocese ou Misericórdia ao mesmo projecto, contactando depois o Museu e Arquivos Históricos de Polícia Judiciária. A apreciação das candidaturas será feita em conjunto com as entidades representantes da Igreja. A inscrição implicará um comprometimento, por parte do responsável pela igreja, em seguir os procedimentos e instruções explicitamente preconizadosOs mentores do projecto consideram que é sobretudo devido a problemas de segurança que grande parte das igrejas de Portugal está encerrada. “Se protegermos e tornarmos as igrejas seguras, então poderemos voltar a abrir muitas delas”, lê-se no site do projecto na Internet.

Mais Notícias

    A carregar...