uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Fado vadio e sardinha assada

Fado vadio e sardinha assada

Madalena Toscany
Edição de 23.05.2007 | Sociedade
Todos os anos por alturas de Maio a estilista Madalena Toscany, 31 anos, deixa o atelier de Aveiras de Cima e ruma a terras de Azambuja para desfrutar a noite de sexta-feira da Feira de Maio na companhia de amigos. Este ano o grupo rondará as 30 pessoas. O fado vadio, as sardinhas assadas e as largadas de toiros não costumam desapontar os seus convidados. “Vamos entrando nas tertúlias, ouvimos os fados amadores, comemos uma sardinha assada e passamos pelos bailaricos”, descreve entusiasmada.Madalena Toscany estudou em Azambuja e desde cedo habituou-se a aproveitar os tempos mortos da escola para dar uma escapadinha até às tranqueiras para observar as largadas de toiros ao final da tarde. A tradição está bem viva e a estilista só lamenta que não existam mais lugares de estacionamento para acolher todos os que querem visitar a feira. “O segredo é ir cedo na sexta-feira”, aconselha.
Fado vadio e sardinha assada

Mais Notícias

    A carregar...