uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Medalha de honra de Almeirim para Cristina Branco

Edição de 11.07.2007 | Sociedade
A Câmara de Almeirim aprovou na reunião extraordinária de segunda-feira a atribuição da medalha de honra da cidade, por proposta do vereador sem pelouros Francisco Maurício (PS), à cantora Cristina Branco. Ao contrário do que aconteceu na assembleia municipal onde a CDU apresentou uma recomendação à câmara no mesmo sentido, a votação foi secreta e a proposta foi aprovada com seis votos a favor e um em branco. Recorde-se que na assembleia de 29 de Junho a atribuição da distinção não reuniu o consenso dos eleitos da assembleia municipal, com os três eleitos do PSD a absterem-se por causa da entrevista que Cristina Branco tinha dado a O MIRANTE e que foi publicada em 27 de Dezembro de 2006. Um depoimento onde a artista dizia que Almeirim não era a melhor terra do mundo. A deputada municipal do CDS/PP também se absteve mas por desconhecer o regulamento de atribuição de medalhas. A situação criou algum mal-estar até porque naquele dia a artista dava o último de dois concertos de solidariedade na cidade a favor do Centro de Recuperação Infantil de Almeirim (CRIAL). O presidente da mesa, Armindo Bento (PS), apelou a que em próximas vezes os eleitos reflictam sobre as situações em causa, acrescentando que Cristina Branco merecia que a aprovação da recomendação tivesse sido por unanimidade.Cantora comenta posição do PSD As declarações dos eleitos do PSD na Assembleia Municipal de Almeirim sobre as razões que os levavam a considerar que a cantora Cristina Branco não merece receber a Medalha de Honra da Cidade levaram a cantora a tomar posição pública através de uma cara enviada a O MIRANTE que publicamos na secção dos leitores (página 12).“(…) tenho apenas a lamentar o facto de os excelentíssimos senhores daquele partido me considerarem indigna de merecer a consideração pública do lugar onde nasci pelo crime de lesa-pátria de não ter «vendido» Almeirim como «a terra mais bela do mundo», quando seguramente - e nada tendo contra a cidade e os seus filhos - essa não é decerto a sua verdade última e soberana, excepto no território da demagogia e da hipocrisia”, escreve a artista.Recorde-se que o PSD se absteve na votação de uma recomendação à câmara que tinha sido apresentada pela CDU alegando que Cristina Branco afirmara numa entrevista a O MIRANTE, em Dezembro do ano passado, que não considerava Almeirim, onde nasceu, a terra melhor do Mundo. “Em última instância, a «terra mais bela» é a que cada um entende como tal, ou seja, uma escolha sempre pessoal e inatacável; uma escolha do campo dos afectos onde os vetos não contam. E não lamento que, para lá das fronteiras de Almeirim, a minha terra mais bela seja o Mundo onde vivo”, explica a cantora no seu comentário.Antes de terminar o seu comentário com “saudações almeirinenses”, a visada cita um poema que costuma cantar, da autoria do poeta Manuel Alegre . “Eu vivo lá longe longe/ onde passam os navios/ mas um dia hei de voltar/ às águas dos nossos rios/ hei de passar as cidades/ como o vento pelas areias/ e abrir todas as janelas/ e abrir todas as cadeias”.

Mais Notícias

    A carregar...