uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Santos e Pecadores nas festas em Honra de Nossa Senhora de Guadalupe no Porto Alto

Santos e Pecadores nas festas em Honra de Nossa Senhora de Guadalupe no Porto Alto

Sardinha assada, desfile etnográfico, largadas de toiros e procissão são pontos fortes

O cantor Zé Cabra é uma das atracções da festa que está a ser preparada há um ano e oferece um programa repleto até ao próximo domingo.

Edição de 18.07.2007 | Cultura e Lazer
O concerto com o grupo Santos e Pecadores na noite de domingo é a maior atracção das Festas do Porto Alto que decorrem de 19 a 22 de Julho. As ruas já estão ornamentadas para receber milhares de visitantes. A festa em Honra de Nossa Senhora de Guadalupe começa na quinta-feira com uma largada de toiros. A componente taurina é um dos pratos fortes da ementa. Estão previstas cinco largadas com toiros da afamada ganadaria de José Dias. “Não podemos arriscar, temos de apresentar bons toiros”, ressalva Carlos Falua, um dos rostos da organização.A comissão de festas inserida na Associação Recreativa do Porto Alto (Arepa) está a trabalhar há quase um ano “para que nada falhe”. Com um orçamento de 60 mil euros, o apoio dos moradores, empresas e comerciantes revela-se fundamental. Os peditórios feitos porta a porta pelos comissários com a ajuda dos veteranos César Falua e Afonso Massano, renderam mais de seis mil euros e os donativos a troco de publicidade ultrapassam os 16 mil euros. “As pessoas confiam na comissão e têm ajudado”, revela Carlos Falua que com João Villagelim e Emídio Salvador formam o núcleo da comissão que, durante a festa, integra mais de duas dezenas de voluntários.Para além dos Santos e Pecadores estão previstos concertos com Quinzinho de Portugal (quinta-feira), Canta Brasil (sexta-feira), Zé Cabra (sábado) e o acordeonista vice-campeão do mundo, João Barradas (domingo). O arraial popular vai estar animado por conjuntos musicais todas as noites e no largo das festas há quermesse, comes e bebes e diversões para crianças e adultos com carrosséis e pista de automóveis. “São fontes de receita importantes”, revela a organização. Sábado é o dia maior da festa. Começa com as provas de campinos às 10h00. Este ano, está prevista a participação de mais de 80 campinos e cavaleiros amadores que, à tarde, integram o desfile etnográfico com ranchos folclóricos, Banda dos Bombeiros Voluntários de Salvaterra de Magos e Fanfarra dos Bombeiros Voluntários de Samora Correia. Ainda no sábado, a noite da sardinha assada é o momento alto do programa. Vai haver sardinha, pão e vinho à descrição acompanhados de fado, desfile da marcha das Figueirinhas (Almada) e folclore com a realização de um festival nacional com grupos do Minho, Beira Litoral, Estremadura, Ribatejo e Algarve. Carlos Falua espera milhares de visitantes na noite de sábado para a qual foi preparado um programa diversificado. “Temos animação para todos os gostos”, revela. As largadas de toiros prologam-se por toda a noite e muitos aficionados não dormem para não perder nova largada no domingo às 10h30.A procissão em honra da padroeira é o maior destaque na tarde de domingo que começa às 15h30 com um programa de animação para as crianças. Depois, às 17h00, há eucaristia na capela seguida de procissão nas ruas da localidade. Centenas de fiéis acompanham a imagem de Nossa Senhora de Guadalupe num silêncio profundo. O andor é transportado por campinos trajados a rigor e acompanhados pela banda e fanfarra. “É um momento muito importante da festa. O ano passado correu muito bem. Foi emocionante”, recorda o organizador.
Santos e Pecadores nas festas em Honra de Nossa Senhora de Guadalupe no Porto Alto

Mais Notícias

    A carregar...